5 dicas para jovens condutores

Há cada vez mais jovens condutores na estrada. Ter um carro nas mãos não é brincadeira, por isso aqui ficam 5 dicas para os jovens condutores terem em atenção.

5 dicas para jovens condutores
Saiba como é que os jovens condutores podem conduzir melhor
  • Cometer excessos e tentar ultrapassar os limites são coisas que não devem fazer.

A partir dos 18 anos já se pode ter a carta e nos últimos anos a taxa de pessoas que tira a carta logo aos 18 anos tem vindo a aumentar. No entanto, é preciso perceber o que que é isto de conduzir, de ter um carro nas mãos e ter plena consciência da responsabilidade que acarreta ter a carta de condução. É importante que esta consciência seja trabalhada precisamente nos mais jovens. Aqui ficam algumas dicas para jovens condutores.
 

5 dicas essenciais para recém encartados

 

1. Aposte na experiência

Se é um condutor recém-encartado e tem ainda muitos medos, não se deixe vencer por eles. Quanto mais treinar e mais obstáculos enfrentar, mais experiência vai adquirir. À medida que for vencendo os seus medos, vai ganhando prática, algo fundamental na condução. Não se imponha limites.
 

2. Excesso de confiança

A maior armadilha dos jovens condutores é, muitas vezes, o excesso de confiança. Normalmente quanto mais jovem se é, mais confiança se quer mostrar. Socialmente, os jovens que têm carta mais cedo, querem mostrar aos amigos o que fazem, que conduzem depressa, que dominam o carro. Este excesso de confiança aliado à falta de experiência dá origem, muitas vezes, a acidentes fatais. 
 

3. A paixão pela adrenalina

Quanto mais jovens se é, maior é a tendência de se abusar se sensações fortes, de coisas que causem adrenalina, do risco. A tentativa constante nos jovens de ultrapassarem os limites pode levar a cenários pouco apetecíveis. Ter um carro nas mãos é sinónimo de uma grande responsabilidade, perante nós e perante os outros. É preciso cumprir as regras, os sinais, os limites de velocidade. Teste a adrenalina noutro sítio, mas não ao volante.
 

4. Drogas e álcool

A questão das drogas e do álcool não é só aplicada aos jovens, mas a verdade é que a maior taxa de pessoas a conduzirem sob o efeito de drogas e álcool, são os jovens. Aqui o conselho é simples e já o deve ter ouvido diversas vezes: se conduzir, não beba nem consuma drogas.
 

5. Dê importância ao cansaço

É típico dos jovens condutores não dar muita importância ao cansaço. Acaba por ser mais uma forma de testarem os limites, considerando que aguentam tudo e que é possível conduzir muitas horas sem descansar ou conduzir mesmo estando com muito sono. Não tente a sorte. Se se sentir muito cansado ou estiver há muito tempo ao volante, faça uma pausa. Às vezes é preferível encostar e dormir meia hora do que arriscar a sua vida e a de quem transporta.
 
Veja também: