AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

5 Formas de se valorizar estando desempregado

Conheça as nossas dicas para se valorizar estando desempregado e fazer com que o seu CV se destaque. 

5 Formas de se valorizar estando desempregado
Manter-se ativo é a melhor forma de ultrapassar o desemprego.

Não é segredo para ninguém que, nos dias que correm, um bom Curriculum Vitae (CV) não significa emprego garantido. Cada vez mais, os recrutadores valorizam as experiências adicionais dos candidatos ou a sua diversidade de competências. Por isso, para quem enfrenta o desemprego, o segredo passa por fazer os possíveis para se destacar (pela positiva claro!). E nada melhor que aproveitar as nossas dicas para se valorizar estando desempregado.
 

5 Passos para se tornar “apetecível” 

Todos os recrutadores procuram encontrar os melhores colaboradores, os melhores profissionais. E deve ser este o seu grande objetivo. Só assim vai poder destacar-se entre os restantes candidatos (a sua concorrência) e ser o “grande eleito”.
 
Para se valorizar estando desempregado basta que reforce alguns comportamentos (que devem ser prática regular da sua vida profissional). Ora veja.
 

1. Faça trabalho Freelance

Esta é uma das grandes tendências do momento. São cada vez mais os profissionais a trabalharem em regime de freelance. Além de ser uma forma de lhe permitir ganhar algum dinheiro extra durante enquanto está desempregado, são também uma boa maneira de se manter ativo e – mais importante – de mostrar aos seus potenciais (e futuros) recrutadores que é um profissional proactivo e de se valorizar estando desempregado. E a melhor parte é que encontrar trabalho freelance é mais fácil do que possa pensar. São várias as plataformas onde pode aceder a ofertas de trabalho freelance.
 

2. Dedique algum do seu tempo ao voluntariado

Já aqui falamos da importância do voluntariado na procura de emprego. Lembre-se que os recrutadores não valorizam apenas as experiências profissionais e como tal o voluntariado pode fazer toda a diferença durante um recrutamento. As competências adquiridas nestas experiências vão certamente ter um impacto positivo no seu desempenho profissional e vão também ajudá-lo a valorizar-se estando desempregado.
 

3. Mantenha as suas competências atualizadas

Sim, vamos voltar a “bater no ceguinho”. A melhor forma de se valorizar estando desempregado (e também a melhor forma de se manter ocupado) é apostar na sua formação. Não caia no erro de pensar que a sua área profissional se mantem inalterada, porque não é verdade. Todas as áreas evoluem e o mercado de trabalho é cada vez mais exigente. Por isso é fundamental que mantenha as suas competências atualizadas. E nada melhor que a formação para ficar a par das últimas tendências do mercado.
 

4. Reforce as suas soft skills

A sua capacidade comunicativa, o seu pensamento crítico ou a capacidade de resolução de problemas são apenas algumas das características que podem fazer de si o melhor candidato. Como tal, se quer valorizar-se estando desempregado aposte em reforçar as suas soft skills. Ou seja, as competências que promovem boas relações com as pessoas que o rodeiam e melhoram o desempenho profissional.
 

5. Aposte no Networking 

Se está desempregado é a hora de fazer uma aposta forte no networking. Uma boa rede de contactos pode ser a chave do seu sucesso profissional e a porta de entrada para o seu novo emprego.
 

Diga adeus ao desemprego!

Ser ou não recrutado depende do seu “trabalho de casa”. Ou seja, depende do que fez durante o tempo em que esteve desempregado e de que forma valorizou o seu CV e o seu perfil, enquanto profissional.
 
Mas atenção. Não desanime se os resultados não forem tão rápidos como seria de esperar. O seu sucesso depende em muito da sua atitude e do seu otimismo. Lembre-se, se não encontrar um novo emprego, certamente será amanhã, ou depois. O importante é que continue a tentar.
 
Veja também: