5 razões para adotar um animal de estimação

Poderíamos dar-lhe 100 motivos para tomar esta atitude, mas ficamo-nos pelas 5 razões para adotar um animal de estimação.

5 razões para adotar um animal de estimação
Uma verdadeira alegria de quatro patas

Adotar um animal de estimação não é uma decisão tomada de forma leviana; ela tem de ser conscientemente tomada! Mas se formos a ver algumas razões para adotar um animal de estimação, as vantagens são largamente superiores aos inconvenientes, ou antes, aos desafios. Conheça algumas delas.

5 razões para adotar um animal de estimação

A sua melhor companhia

Acredite, não há nada melhor do que chegar a casa depois de um longo dia de trabalho e, em vez de dar de caras com uma casa vazia, encontrar um quatro patas tão feliz por nos ver que nos faz sorrir a nós também. Se vive sozinho, ter um animal como companhia é sem dúvida uma das 5 razões para adotar um animal de estimação.

animais

Melhor estímulo para crianças

Sabia que ter um animal de estimação em casa pode ajudar ao desenvolvimento cognitivo e motor das crianças e bebés? Além disso, ajuda-os a fortalecer o seu sistema imunitário contra alergia. Em casos mais extremos (autismo e outras deficiências), possuir um animal pode ser muito benéfico e até recomendado como parte integrante da terapêutica.

cao crianca

Procura amor incondicional?

Se procura alguém que o adore incondicionalmente, mesmo após dar o maior ralhete da sua vida, procure um quatro patas. Fiéis como ninguém, vão segui-lo até ao fim do mundo e adorá-lo “no matter what”.

animal 3

Fazer a vida de um animal mais feliz

Não há nada como o sentimento de estarmos a tornar a vida de um animal mais feliz. Saber que o seu início de vida não foi tão feliz assim, mas que agora esse processo foi revertido e o pequeno quatro patas tem um lar confortável e feliz é um sentimento muito gratificante, pelo que esta é uma das razões para adotar um animal de estimação.

animal 2

Quer fazer uma preparação antes de ter um bebé?

Pode parecer até uma brincadeira, mas acredite: adotar um animal de estimação é uma certa preparação para um passo ainda maior: um bebé. Afinal de contas, ao adotar um animal, começa a ter responsabilidades de alimentação, de higiene, de passeio e também de educação. Ter um ser de quatro patas dependente de si fá-lo começar a preparar-se para uma responsabilidade de dimensão ainda maior.

Agora que já sabe cinco razões para adotar um animal de estimação, não se esqueça: não compre, adote.

animal 5

Onde adotar um animal de estimação?

O que não falta, felizmente ou infelizmente, são associações que acolhem animais abandonados ou encontrados nas ruas para que os possa adotar. Animais bebés, jovens, adultos ou até mesmo idosos – há de tudo nestas organizações e todos estão à espera de um lar feliz. Quem sabe se não será o seu?

A Sociedade Protetora dos Animais, a Adopta-me, Animais de Rua, Cão Viver, Midas e Associação Sobreviver são algumas das instituições que lhe dão muito mais do que cinco razões para adotar um animal de estimação. Além disso, muitos hospitais e clínicas veterinárias também dispõe de alguns animais para oferecer a quem lhes der um lar feliz e confortável. O mesmo acontece em algumas lojas de animais, que não vendem os animais (sobretudo se não tiverem “pedigree”), mas antes os oferecem.

animal 6

Principais cuidados a ter

Não será preciso dizer que adotar um animal de estimação não pode ser uma decisão tomada de ânimo leve; com ela vêm uma série de responsabilidades que vai ter de assumir.

Pense bem em toda a logística que será necessária para adotar e manter um animal feliz e não se esqueça de equacionar as épocas de férias – não o vai deixar nessa altura pois não?

Além disso, existem alguns cuidados básicos a considerar quando está convencido com as razões para adotar um animal de estimação:

  • Tenha sempre à sua disposição água fresca e limpa;
  • Escove o animal semanalmente – vai fazê-lo sentir-se bem e a sua casa agradece;
  • Se não tiver jardim, leve-o a passear pelo menos duas vezes ao dia – desta forma o animal gasta energia e não desenvolve comportamentos agressivos e compulsivos;
  • Assegure um banho mensal ao animal;
  • Se o pêlo for muito comprido ou com tendência a enredar, garanta uma tosquia adequada;
  • Mantenha as vacinas e consultas de veterinário em dia;
  • Não se esqueça da licença anual que necessita renovar – pode fazê-lo na junta de freguesia;
  • Dê-lhe amor diário, muito amor.

Veja também: