Aftas: porque aparecem e como tratar

As aftas não são um problema grave, sendo uma lesão oral muito comum. Por isso, é importante perceber o que provoca estas lesões e como tratá-las.

Aftas: porque aparecem e como tratar
Toda a gente já sofreu com aftas: irritantes feridas na boca

As aftas são úlceras que aparecem nas cavidades bocais. São um problema muito comum e pouco sério, mas incomodam bastante devido à dor e desconforto que provocam.

São feridas de cor branca ou cinzenta e a zona à sua volta fica inflamada. Geralmente, as aftas aparecem nos lábios, na língua, no céu da boca, nas gengivas e na parte interior das bochechas.

Na maioria das vezes, as aftas acabam por desaparecer de forma espontânea ao fim de cerca de dez dias.

Veja aqui o que provoca estas lesões e como as tratar.

Causas das aftas

Na maioria dos casos é difícil identificar o que faz com que as aftas apareçam. Não existe uma explicação científica que justifique o surgimento destas lesões. Mas há vários fatores que contribuem para que se tenha aftas, ao nível do organismo e ao nível externo, devido ao uso de alguns instrumentos e outros produtos.

A nível do organismo

  • Stress e ansiedade;
  • Alterações hormonais (no caso das mulheres, quando estão menstruadas);
  • Lesões nas cavidades bocais (morder o lábio/ língua acidentalmente, lesões provocadas por escovas de dentes, etc.);
  • Ingestão de alguns tipos de alimentos (chocolate, comidas picantes, café, amendoins, alimentos ácidos como limões, laranjas, maçãs, etc., podem não só levar a criar uma afta como também a deixá-la ainda mais inflamada);
  • Deixar de fumar pode levar ao aparecimento de aftas, mas por pouco tempo;
  • Carência de certas substâncias como vitamina B12, zinco, ácido fólico e ferro;
  • Intolerância a determinados ingredientes ou alergias;
  • Queimaduras devido à ingestão de bebidas e comidas demasiado quentes.

A nível do uso de instrumentos e produtos

  • Uso de aparelhos dentários ou outros instrumentos de higiene oral;
  • Uso de pastas de dentes contendo laurilsulfato de sódio.

9 tratamentos para as aftas

As aftas acabam por desaparecer espontaneamente ao fim de alguns dias. Contudo, pode-se recorrer a um dentista, farmacêutico ou a remédios caseiros para acelerar o tratamento destas úlceras.

Raiz de alcaçuz

AlcacuzEsta raiz ajuda a curar as aftas e protege as mucosas bocais devido a um ingrediente chamado glicirrizina, que tem fortes propriedades anti-inflamatórias e antisséticas. Mastigar raiz de alcaçuz atenua a dor e providencia um alívio rápido.

Leite de coco

Coco

Bochechar com leite de coco duas ou três vezes por dia traz alívio imediato, ajudando a curar as aftas mais depressa, pois é um anti-inflamatório natural. Ajuda também a reduzir o inchaço.

Sal

Salt

O uso de sal para tratar as aftas é vantajoso devido às suas propriedades antisséticas e anti-inflamatórias. Aplicar sal na afta pode doer, mas acaba por ajudar a fazer a ferida sarar.

Chá de folhas de eucalipto

Eucalyptus

O eucalipto tem características antisséticas e antibacterianas, que são potenciadas quando estas folhas são usadas em chá. Deve bochechar-se bem quente, o que traz alívio à dor e ajuda a desinfetar.

Bicarbonato de sódio

Baking soda

O bicarbonato de sódio é muito útil a neutralizar substâncias ácidas. Ajuda com a inflamação e com a eliminação de germes e bactérias, protegendo a zona infetada. Deve-se juntar com um pouco de água, criar uma pasta, e aplicar na afta.

Mel

Honey

O mel, que tem propriedades antioxidantes e antibacterianas, ajuda a combater microrganismos e a manter a ferida hidratada, fazendo com que a úlcera sare mais depressa.

Gelo

Ice

Aplicar gelo na afta ajuda a diminuir o inchaço, uma vez que o frio diminui o fluxo de sangue na zona da ferida, reduzindo assim a dor e inflamação.

Soluções para lavagem oral

Mouthwash

Estas soluções, recomendadas por dentistas, aceleram o processo de desinfetação bocal, aliviam a dor e previnem o aparecimento de novas aftas. Deve-se usar duas vezes por dia.

Analgésicos

Painkiller

Se uma afta for muito dolorosa deve-se recorrer a um dentista ou farmacêutico para que sejam receitados analgésicos. Estes existem em forma de comprimidos, solução, gel ou spray.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.