O AirBnb é confiável? 5 dicas para ter a certeza

O AirBnb é confiável. Só tem que saber o que procurar e o que ter em conta na hora da pesquisa.

O AirBnb é confiável? 5 dicas para ter a certeza
Conheça algumas dicas que o vão ajudar a escolher os melhores AirBnb

Todos já ouviram falar do AirBnb. Mas apesar do sucesso que o rodeia, ainda há quem se pergunte se o AirBnb é confiável.

A verdade é que desde que foi fundada, em 2008, a empresa com sede em São Francisco, na Califórnia, não parou de crescer e, estando atualmente presente em 191 países e contando mais de 3 milhões de anúncios em todo o mundo, se assume como uma das principais opções de viajantes na hora de encontrar alojamento. Mas ainda assim ainda há quem tenha dúvidas sobre se este sistema é ou não de confiança.

Como funciona a AirBnb?

O funcionamento é simples. A plataforma do AirBnb agrega anúncios de vários proprietários (os chamados anfitriões) que disponibilizam quartos, casas e/ou apartamentos inteiros aos viajantes (os chamados hóspedes).

Seja para anunciar casas ou para as alugar, todos os utilizadores têm que fazer um registo na plataforma.

Após a estadia, os hóspedes fazem uma apreciação da sua experiência, onde avaliam o acolhimento dos anfitriões ou as condições da habitação, por exemplo, podendo ainda deixar comentários sobre a sua estadia, que ficam visíveis para todos os utilizadores. Outra parte dos comentários é não-pública, ficando apenas disponível para consulta por parte do próprio AirBnb.

O AirBnb é confiável? Como saber que sim

Esta é a pergunta que se impõe. Regra geral, pode dizer-se que sim: o AirBnb é confiável.

Mas claro, como em qualquer outro negócio, há sempre a exceção que confirma a regra. E no meio de tantos anúncios e anfitriões há sempre alguém que possa ser menos sério. Ainda assim há formas de detetar negócios menos confiáveis no AirBnb. Para lhe evitar algumas dores de cabeça desnecessárias, aqui ficam algumas dicas para ter a certeza que o Airbnb que escolher é, de certeza, confiável.

1. Nunca faça pagamentos ou comunicações fora da plataforma

A dica é do próprio AirBnb. A melhor forma de proteger as suas informações e evitar ser exposto a fraudes passa por limitar todas as interações com os anfitriões à plataforma do AirBnb. Se “efetuar pagamentos ou comunicar fora do Airbnb dificulta a proteção das suas informações e poderá expô-lo a fraudes e outros problemas de segurança”, pode ler-se na página do AirBnb.

Aliás, esta é mesmo uma das regras de utilização a plataforma que estipula que o pagamento de reservas e comunicações devem ser limitadas ao site do Airbnb, de acordo com os Termos de Serviço da página.

Só para o tranquilizar, saiba que o pagamento da reserva só é feito ao anfitrião 24 horas após a instalação do hóspede e, em caso de reclamação por parte deste último, o dinheiro pode ficar retido e ser usado noutra reserva.

2. Preste muita atenção aos comentários

Se quer saber se um AirBnb é confiável a resposta pode estar nos comentários. Pode mesmo dizer-se que a secção dos comentários é uma verdadeira mina de ouro para quem procura boas estadias no AirBnb, ou não fosse esta secção alimentada por antigos hóspedes das habitações anunciadas na plataforma.

Aqui não só vai encontrar opiniões sobre os anfitriões, mas também sobre as condições das habitações. Estes comentários podem ser muito úteis para perceber se, por exemplo, a descrição no anúncio corresponde à realidade.

3. Esteja atento às descrições do espaço e faça perguntas

Pode parecer óbvio, mas convém relembrar que no AirBnb não está a fazer uma reserva para um hotel. Mais do que olhar para as fotos e localização do espaço que vai reservar, preste muita atenção ao que está incluído no “pacote de reserva”, para saber exatamente com o que pode contar. E se há algum detalhe que lhe parece estar omisso, envie uma mensagem ao anfitrião para ter todas as confirmações necessárias antes de fechar a reserva.

4. Contacte o proprietário antes de fazer a reserva

Outra das regras para ter a certeza que escolhe um AirBnb de confiança passa por contactar diretamente com o anfitrião (sempre através do sistema de mensagens da plataforma) antes de fazer a reserva.

Desta forma vai poder não só colocar as suas questões sobre a habitação ou sobre a reserva, mas também perceber se o anfitrião é, de facto, ativo no AirBnb e o tempo que demora para responder às suas questões/comunicações.

5. Preste atenção às políticas de cancelamento

Antes de enviar um pedido de reserva deve ler a política de cancelamento do anfitrião definida pelo AirBnb. A plataforma possibilita aos anfitriões escolherem entre três políticas de cancelamento: flexível, moderada e rígida, que “serão aplicadas para proteger tanto o hóspede como o anfitrião”, como se pode ler na página do AirBnb.

No anúncio, cada anfitrião deve colocar a política a aplicada à reserva e os hóspedes devem concordar com a mesma para prosseguir com a reserva. Por isso, antes de finalizar convém que leia a política escolhida pelo anfitrião e que perceba quais as penalizações que lhe podem vir a ser aplicadas em caso de cancelamento.

AirBnb é confiável? Sim, os sinais estão todos lá

Sim, pode dizer-se que o AirBnb é confiável. Ou pelo menos, é tão ou mais confiável do que outros sistemas de aluguer. O que será mais seguro: optar por alugar através de uma plataforma que, apesar de tudo, lhe oferece algumas garantias ou através de um anúncio online onde as interações são feitas diretamente com quem aluga e sem qualquer mecanismo de segurança para quem está a alugar?

A verdade é que através do AirBnb tem acesso a algumas seguranças que lhe podem garantir uma boa estadia. E se estiver atento aos pormenores vai ver que consegue detetar quais as opções de confiança ou não.

Veja também: