Alcatel Idol 5: um smartphone para fãs de redes sociais

O Alcatel Idol 5 é o telemóvel indicado para quem está sempre a alternar entre a conta pessoal e profissional nas redes sociais, mas não passa muito disso.

Alcatel Idol 5: um smartphone para fãs de redes sociais
O Alcatel Idol 5 destaca-se pela função App Cloner

A Alcatel apresentou três novos smartphones em setembro de 2017, na conferência IFA, em Berlim. Um deles foi o Alcatel Idol 5, juntamente com o Alcatel A7 e o A7 XL.

O Alcatel Idol 5 é um downgrade do Idol 5S e é um equipamento de gama média. Este dispositivo é extremamente apelativo para utilizadores hardcore de redes sociais, seguindo a linha do Alcatel Idol 4, com um display full HD de 5.2 polegadas e uma câmara de 13MP.

Redes sociais vs bateria: o melhor e o pior do Alcatel Idol 5

Neste dispositivo, a Alcatel apostou no uso de aplicações de redes sociais. Com a função de App Cloner, o utilizador pode manter sessão iniciada em duas contas de redes sociais ou de mensagens separadas, tudo no mesmo smartphone. Se quiser mudar de conta, basta um toque. Esta funcionalidade é útil para alternar entre o uso de contas de redes sociais profissionais e pessoais.

Também no seguimento da aposta em utilizadores ávidos de redes sociais, o Alcatel Idol 5 tem funcionalidades divertidas para a câmara fotográfica: funções avançadas de fotografia e vídeo, em formato “história” e ainda outras opções como time lapse, filtros ao vivo e colagens e montagens de fotos.

O design é um dos pontos fortes deste dispositivo: a combinação entre o vidro 2.5D e o revestimento de alumínio dá um toque elegante ao telemóvel, até porque o faz parecer mais caro do que o que é. Ao contrário de muitos smartphones, este não é difícil de operar com apenas uma mão.

Por outro lado, a bateria é um dos pontos fracos: demora 3 horas e meia a carregar e com um uso intensivo do equipamento não dura um dia.

No geral, o Idol 5 é um smartphone de custo acessível, sem nada de revelante que o faça destacar-se dos restantes equipamentos da sua gama que o mercado tem à disposição.

A bateria é um grande entrave, mas a função App Cloner é uma excelente solução, há muito ansiada por muitos utilizadores. É bom vê-la ser aplicada por um smartphone de gama média.

Especificações técnicas
Dimensões 148 x 73 x 7.5mm
Peso 155g
Cores Preto e prateado
Cartão SIM Nano-SIM
Sistema operativo Android Nougat v7.1
Processador Mediatek MT6753, octa-core 1.3 GHz Cortex-A53
GPU Mali-T720 MP3
Display Ecrã de 5.2 polegadas, multitouch, resolução 1080 x 1290 píxeis
Memória  16GB (memória interna, expansível com cartão microSD), 3GB RAM
Câmara Câmara frontal com 13MP, câmara traseira com 5MP (ambas com autofocus), flash dual LED
Conectividade  2G, 3G, 4G, GP, rádio FM, Wi-Fi 802.11 a/b/g/n, Bluetooth, micro USB 2.0, jack 3.5mm
Bateria  Li-Po 2800 mAh, não amovível
Preço  239€


Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.