Plano de Saúde Medicare

Gratuito durante 6 meses!

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt

Saber mais

7 tipos de cancro associados ao consumo de álcool

Um novo estudo sobre a relação do álcool e cancro conclui que há potencial para desenvolver 7 tipos de cancro. Descubra os contornos deste estudo.

7 tipos de cancro associados ao consumo de álcool
Correlações com sinal de perigo

Álcool e cancro são uma combinação que tem dado que falar. Associa-se o consumo de bebidas alcoólicas ao desenvolvimento de substâncias cancerígenas, sendo esta a razão de 6% das mortes registadas por cancro, no mundo. Baseado no estudo que agora apresentamos, o álcool é potenciador de 7 cancros. Saiba mais sobre a conclusão desta pesquisa.



Álcool e cancro: indissociáveis

Recentemente, a revista Addiction publicou um estudo que demonstra a relação do álcool e cancro e o resultado não é nada benéfico para a saúde. O cancro é uma epidemia que provoca a morte a milhões de pessoas e o vício de beber, segundo este estudo, é potenciador de 7 tipos de cancros. 

Como é de senso comum, ingerir bebidas alcoólicas em excesso é prejudicial para o nosso organismo, contribuindo para a formação de tumores. No entanto, segundo o estudo publicado, se é daquelas pessoas que apenas bebe de vez em quando, saiba que também corre riscos de desenvolver estas patologias.



7 tipos de cancro associados ao álcool

De acordo com o estudo divulgado, apesar de não haver certezas quanto aos processos biológicos que comprovem os efeitos nefastos desta relação álcool e cancro, existem 7 tipos de cancro que são causados pelo álcool, fique a saber quais são:
  • Laringe – Manifesta-se por mudanças na voz e rouquidão.
  • Faringe – O surgimento de sangue na zona bucal é um dos sinais mais visíveis desta patologia.
  • Esófago – Um dos sintomas mais comuns é a deglutição.
  • Fígado – Caracteriza-se por fortes dores abdominais.
  • Cólon – Cansaço e fraqueza provocados pela anemia são comuns aquando desta doença.
  • Colo-Rectal – Perda de sangue no ânus é o sintoma mais vivido por quem contrai este cancro.
  • Mama – Um dos sinais visíveis da evolução desta doença é a mudança de aspeto da zona da mama. 

Ainda sobre este estudo, a investigadora que realizou esta pesquisa sobre o álcool e cancro lança um apelo a todos os fumadores: a relação entre o tabagismo e as patologias cancerígenas são ainda mais prejudiciais para a saúde. Jennie Connor, professora da Universidade da Nova Zelândia, acaba por alertar, através desta pesquisa, todos os cidadãos para as consequências destes vícios. 

Através de dados avançados pela Organização Mundial de Saúde, 6% das mortes em todo o mundo são provocadas pelo álcool, sendo estimado que 3,3 milhões de pessoas morrem por ano devido a esta causa. 

Ganha assim especiais contornos esta investigação sobre álcool e cancro que se torna no primeiro estudo mais aprofundado sobre a relação entre a ingestão de bebidas alcoólicas e os diversos tipos de cancro

Veja também: