Álcool no sangue: saiba quando parar

Os efeitos do álcool no sangue podem prolongar-se durante várias horas. Não arrisque a sua vida.

Álcool no sangue: saiba quando parar
Esteja atento aos sinais e saiba quando deve parar de beber

Os dados mais recentes da Organização Mundial (OMS) apontam Portugal como um dos 10 países do mundo que mais consome álcool. Só na altura do Natal 2016, 305 pessoas foram detidas por excesso de álcool no sangue.


Conduzir sob influência de álcool no sangue

Assim que o álcool é ingerido, apenas 5% da quantidade total é eliminada através da saliva, urina e transpiração. A restante quantidade de álcool é absorvida pela corrente sanguínea e vai sendo gradualmente purificada pelo fígado a uma média de 0,1 gramas por hora. 



Se beber, não conduza

De acordo com a lei nacional, é proibido conduzir com uma taxa de alcoolemia (quantidade de álcool no sangue) igual ou até superior a 0,5 gramas de álcool por litro de sangue. As autoridades são ainda mais severas para aqueles que têm carta de condução há menos de três anos: nestes casos, a taxa de álcool no sangue permitida durante a condução tem de ser inferior a 0,3 g/l. De acordo com os estudos mais recentes, alguém que apresente uma taxa de alcoolemia (TAS) de 0,5 g/l o risco de envolvimento num acidente mortal aumenta duas vezes. Se a TAS for de 0,8 g/l esse risco já aumenta em quatro vezes. 

A presença de álcool no sangue afeta o tempo de reação do condutor a qualquer obstáculo que apareça na estrada já que prejudica as capacidades cognitivas, de antecipação e de decisão perante um determinado estímulo sensorial.

O álcool afeta as capacidades psicomotoras, o que pode originar travagens bruscas desnecessárias, manobras desajustadas e golpes no volante perigosos. 

O consumo exagerado de bebidas alcoólicas pode ainda originar surtos de agressividade, frustração e até mesmo de depressão, já que o excesso de álcool altera de forma significativa o estado emocional de qualquer pessoa.



Multas por excesso de álcool no sangue

Existe uma tabela de multas a serem aplicadas a quem ultrapassar o limite legal da TAS. De acordo com a legislação, nos casos em que a TAS for igual ou superior a 0,5 g/l mas não ultrapassar os 0,8 g/l, a multa a aplicar pode ir dos 250€ aos 1250€. Desde 1 de junho, com a nova carta por pontos, estes valores retiram três pontos ao condutor.

Quem apresente uma taxa de alcoolémia igual ou superior a 0,8 g/l, a multa a aplicar pode ir dos 500€ aos 2500€ e são retirados cinco pontos ao condutor (caso a TAS não ultrapasse os 1,2 g/l).

Em casos ainda mais graves, em que a taxa de alcoolemia é igual ou superior a 1,2 gramas de álcool por litro de sangue podem ser retirados 6 pontos e uma multa que também pode chegar aos 2500€.

 

Nova app permite saber na hora a taxa de alcoolémia

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) criou uma nova aplicação para telemóvel que permite, em tempo real, perceber qual a taxa de alcoolemia. De acordo com os especialistas da UTAD, os utilizadores só têm de soprar para um sensor ligado via Bluetooth – a aplicação fará de seguida, de forma fácil e rápida, uma estimativa da TAS. “Podem resultar grandes progressos na prevenção de acidentes rodoviários”, disseram os investigadores.

A prevenção é o melhor remédio e, por isso, siga o conselho das autoridades: “se conduzir, não beba”.

Veja também: