Aldeia da Pena: o que visitar e onde ficar no coração do Xisto

Abrigada pelos Penedos de Góis, a Aldeia da Pena esconde-se num vale profundo e tem poucas horas de luz por dia. Uma vez lá, a visita vale bem a pena.

Aldeia da Pena: o que visitar e onde ficar no coração do Xisto
Um passeio pelos Penedos de Góis

A Aldeia da Pena pertence à freguesia de Covas do Rio, no concelho de São Pedro do Sul, em Viseu. Lá chegar pode ser um desafio, uma vez que a paisagem que abraça a aldeia é avassaladora, não estivesse localizada num vale profundo do maciço da Gralheira. As condições topográficas fazem com que a aldeia esteja quase sempre à sombra, com apenas algumas horas de luz diária intensa -, mas essa é só mais uma das razões que faz a visita valer tão a pena.

Aldeia da Pena: no coração do Xisto

aldeia-da-pena

aldeia-da-pena

A Aldeia da Pena é uma das doze Aldeias do Xisto da Serra da Lousã e encontra-se abrigada pelos colossais Penedos de Góis. Uma única rua e vários quelhos desenham a malha urbana da aldeia, que é pequenina, mas muito pitoresca.

O casario em xisto e quartzito, e uma ribeira de água cristalina dão as boas vindas aos seus visitantes, que se apressam a aconchegar a alma e o estômago na Adega Típica. Aqui, serve-se bom vinho e algumas especialidades gastronómicas da região:  o presunto, o queijo da serra, os enchidos, o arroz de cabidela, o cozido à portuguesa à moda da Pena, vitela e borrego assados em forno a lenha.

De estômago cheio, nada como fazer uma visita a pé aos ex-libris da aldeia e conversar com as suas gentes. Têm muitas histórias engraçadas para contar, além de serem extremamente hospitaleiros.

O que visitar na Aldeia da Pena

Escolha como ponto de partida da sua visita o castanheiro monumental que se encontra junto à ponte sobre a Ribeira da Pena, que nasce deste vale junto aos Penedos.

A ribeira corre entre margens abruptas, ora precipitando-se em sucessivas quedas de água, ora acalmando-se numa piscina natural – Poço Escuro de Cima e Poço Escuro de Baixo.

Do património natural riquíssimo que envolve esta aldeia destacam-se, como não podia deixar de ser, os Penedos de Góis, e o Parque Florestal da Oitava, uma habitat de aves em vias de extinção e de mamíferos, como os veados e corços, que dificilmente se encontram noutras zonas do país.

Penedos de Góis

aldeia-da-pena

Em terreno de xisto, os Penedos de Góis são escarpados de 1040 metros, de rocha quartzítica – mais dura e, portanto, menos susceptível à erosão. Dos seus vários miradouros poderá apreciar a beleza da paisagem beirã, incluindo a Serra da Estrela, a Serra do Açor e o Alto do Trevim – o ponto mais alto da Serra da Lousã, com  1204 m.

Alminha

aldeia-de-pena

É o único elemento de vocação religiosa da aldeia, que tem como padroeira Santa Rita.

Fontanário

Mesmo no centro da aldeia, é tratado com todo o carinho pelos habitantes.

Onde ficar

Casa da Comareira

serra-da-lousa

serra-da-lousa

Este estúdio, localizado nas proximidades de Pena, na aldeia da Comareira, tem uma cozinha equipada, sala de jantar e de estar, quarto de casal e casa de banho com banheira. O pequeno almoço está incluído na tarifa do alojamento e é deixado diariamente na casa. Para duas pessoas, o preço ronda os 45€/noite. Faça aqui a sua reserva >>

Casa Cimeira

http://aldeiasdoxisto.pt/entidade/1896

aldeias-do-xisto

A Casa Cimeira situa-se na aldeia do Candal. Tem 3 quartos, com cama de casal, uma casa de banho, uma sala e uma kitchenette. Para 4 hóspedes, o aluguer da casa por noite custa 100€ e inclui pequeno-almoço. Faça aqui a sua reserva >>

Veja também: