Alimentos com bolor: quais os que se podem ou não comer?

Pode não ser a ideia mais agradável, mas há alimentos com bolor que pode comer sem qualquer perigo. Basta remover o bolor.

Alimentos com bolor: quais os que se podem ou não comer?
Saiba os alimentos que pode consumir e os que deve deitar ao lixo

Será que é seguro comer alimentos com bolor? Pode não acreditar, mas em certos casos sim. À partida, pode não ser a ideia mais agradável, até porque o bolor será indicador de que os alimentos já não estarão nas melhores condições, mas na realidade há alguns alimentos que mesmo tendo bolor podem ser consumidos sem que isso represente qualquer risco para a sua saúde ou bem-estar.

Aliás, pense no caso do queijo roquefort, por exemplo, que contém bolor e é, na realidade, uma iguaria (pelo menos, para os apreciadores). No entanto, outros alimentos há que, por maior que possa ser a tentação de retirar os pontinhos de bolor, o melhor mesmo é deitar para o lixo.

Para que saiba exatamente quais os alimentos com bolor que pode ou não comer, aqui fica uma lista que o vai ajudar a fazer essa seleção.

Alimentos com bolor: o que deve saber

O que é o bolor?

Alimentos com bolorFonte: Wonder how to

Antes de saber quais os alimentos com bolor que pode comer e quais os que deve deitar fora, importa perceber o que é exatamente o bolor.

Pois bem, trata-se de um fungo (ou uma concentração de fungos) que se desenvolve em matéria orgânica em decomposição. Ora, sendo que se desenvolvem em matéria em putrefação, isto pode indicar logo à partida que os alimentos com bolor não estão próprios para consumos, mas quando falamos de bolor temos que considerar que há vários tipos de fungos e se uns são nefastos para a saúde, outros nem tanto.

Repare. Há bolores que sim, são prejudiciais para a saúde, porque formam substâncias perigosas, as chamadas micotoxinas, que causam reações adversas, como problemas respiratórios, reações alérgicas ou mal-estar. Neste grupo de substâncias, pode incluir-se a aflatoxina, considerada cancerígena.

Por outro lado, há fungos que não são prejudiciais, podendo até ser benéficos. Afinal, veja-se o caso da penicilina que foi desenvolvido a partir de fungos. Por isso mesmo, há alimentos que usam fungos (os bolores) na sua preparação, como é o caso de alguns queijos, salames ou bebidas fermentadas, por exemplo. No entanto, nestes casos a utilização dos fungos é controlada.

4 alimentos com bolor que pode comer

1. Salame seco ou presunto curado

Pode comer, desde que o bolor esteja apenas à superfície dos alimentos. No caso do salame, em certos casos é normal usarem-se fungos para potenciar o sabor (como é caso do salame dito italiano que tem uma pele branca – isso é fungos). No caso do presunto, por exemplo, é habitual formar-se uma camada à superfície (quando seca). Corte a parte afetada e pode consumir à vontade.

2. Queijos curados duros

queijos curados Fonte: Health.com

À semelhança do que acontece com o presunto e com os queijos que usam fungos na sua produção (tais como roquefort, gorgonzola e camembert), os queijos curados duros também podem desenvolver uma camada de bolor. Neste caso, também pode retirar a parte com bolor e consumir o restante.

3. Vegetais duros

Como pimentos, cenouras ou couve, por exemplo, podem ser consumidos depois de eliminado o bolor. Isto porque contêm baixo teor de humidade, o que dificulta a penetração do bolor.

4. Frutos duros

fruta

A grande maioria das frutas integra o leque de alimentos que podem ser consumidos depois de removido o bolor, já que graças aos níveis de acidez previnem o desenvolvimento de bactérias prejudiciais para a saúde. Ainda assim, há que ter atenção. Se tiverem muito bolor o melhor é não comer. No caso das maçãs, ainda que sejam duras, deve ter atenção porque tendem a produzir uma toxina quando desenvolvem bolor. A melhor opção é não comer.

Alimentos com bolor que devem ser deitados fora

Alimentos com bolor que devem ser deitados foraFonte: The New York Times

Ninguém gosta de desperdiçar comida, mas há casos e casos. A lista abaixo mostra alguns dos alimentos com bolor que não devem ser consumidos, por serem tóxicos:

  • Iogurte
  • Natas
  • Compotas e geleias
  • Pão e derivados
  • Manteiga de amendoim
  • Bacon
  • Salsichas
  • Restos de refeições cozinhadas
  • Frutas macias (como morangos ou pêssegos, por exemplo)
  • Nozes.

Cuidados a ter com os alimentos com bolor

Ainda que se possam reaproveitar alimentos com bolor, há que ter alguns cuidados, por exemplo:

  • Evite cheirar alimentos com bolor, já que ao fazê-lo pode estar a inalar algumas substâncias tóxicas;
  • Idealmente, alimentos com bolor devem ser deitados fora, mas caso considere que ainda há salvação possível, retire não só o bolor, mas também a parte abrangente, verificando sempre se o alimento não tem mesmo mais bolor espalhado. Isto é importante porque, além da parte visível do bolor, o restante alimento pode já estar contaminado. Se for esse o caso, o melhor é deitar fora;
  • Tenha atenção às condições de preservação dos alimentos (especificadas nos rótulos). Dessa forma, pode prolongar a vida dos alimentos e evitar o aparecimento de bolor (pelo menos tão rapidamente).

Aproveite e veja este vídeo do programa “Trust Me, I’m a Doctor” emitido pela BBC, com algumas dicas sobre o assunto.

E já sabe, em caso de dúvida, o melhor é deitar fora os alimentos com bolor.

Veja também: