Os 12 alimentos mais caros do mundo

É um gourmant e gostava de ter acesso às melhores coisas da vida? Então saiba que nem sempre estas são grátis... Confira aqui os 12  alimentos mais caros do mundo. 

Os 12 alimentos mais caros do mundo
Carne, peixe, fruta e até chocolate... tudo a custar uma fortuna!

Se adora culinária e sonha em confecionar pratos inesquecíveis, com certeza já pensou em ter acesso a alguns dos alimentos mais caros do mundo. No entanto, na maior parte dos casos, esta é uma tentação a que só as pessoas com muito, muito dinheiro podem ceder... falámos de milionários, mesmo!

Talvez precisamente por esse caráter inacessível, por serem uma meta quase impossível de atingir, estes são os ingredientes e pratos que todos gostamos de escrutinar e perceber a razão dos valores que atingem. Para satisfazer a sua curiosidade (e a nossa!), de seguida apresentamos-lhe os 12 alimentos mais caros do mundo, devidamente organizados por categoria.
 

Eis os 12 alimentos mais caros do mundo 

 

Peixe

1. Caviar Beluga
Provavelmente um dos produtos que mais identificamos com uma vida de luxo e riqueza extrema. Ao consumi-lo, as pessoas sentem-se importantes, como se o seu estatuto fosse superior ao dos restante mortais. Mas porquê o valor exorbitante do caviar Beluga? Bem, supostamente este é um produto raro, pelo qual tem de se esperar muito tempo: demora 12 anos até que um Esturjão Beluga esteja preparado para produzir as valiosas ovas... 
 
Preço: um quilo pode atingir um valor entre os €6.500 e os €9.300.
 

2. Atum azul
Este tipo de peixe, muito utilizado na confeção de sushi e sashimi, caracteriza-se por ter uma carne bem tenra, em tonalidades que vão do rosa ao vermelho. No entanto, trata-se de uma espécie em extinção, pelo que a sua captura é controlada de perto pelos ambientalistas.
 
Preço: por cerca de 0,5kg pode pagar um valor próximo dos €3.250.
 
 

Carne

3. Carne Wagyu
Trata-se de uma carne japonesa de qualidade premium que, além de tenra, alia ao incomparável sabor um aspeto marmoreado verdadeiramente apetitoso. O bónus é que ainda contribui para a sua saúde, uma vez que, com um baixo teor de gordura saturada, ajuda a controlar os níveis de colesterol. Quanto ao preço... bem, este justifica-se se pensarmos que a carne Wagyu provém de vacas que são alimentadas com uma dieta especial, rica em cereais, e regularmente massajadas com sake...
 
Preço: por cerca de 0,5kg pode pagar entre €280 e €1.200.
 

4. Galinha Ayam Cemani
Trata-se de uma raça de galinhas proveniente da Indonésia. Estas aves caracterizam-se por ser extremamente belas, exóticas e muito raras, o que, obviamente, faz disparar os valores que as pessoas – leia-se “os milionários” - estão dispostas a pagar por elas. Mas, afinal, o que têm de tão especial? Bem, são completamente negras, desde o bico às penas, passando inclusivamente pelos órgãos internos e pela própria carne.
 
Preço: por uma galinha pode pagar cerca de €2.300; por um frango cerca de €185.
 
 

Tubérculos, legumes e fungos

5. Batatas La Bonnotte
Além do sabor, que consta ser delicioso, a única razão para os valores atingidos por este tubérculo parece ser o facto de ser produzida apenas em Noirmoutier, uma ilha na costa ocidental de França, em quantidades muito reduzidas, que são colhidas à mão apenas uma vez por ano. No entanto, aparentemente, este tipo de batata vai passar também a ser produzido nos Jardins de Versalhes.
 
Preço: por cerca de 0,5kg pode pagar um valor próximo dos €280.
 

6. Rebentos de lúpulo
Estes legumes semelhantes aos espargos tendem a ser considerados, frequentemente, como os mais caros do mundo. A razão por trás dos exorbitantes valores é, mais uma vez, a raridade dos rebentos de lúpulo: só aparecem uma vez por ano, na primavera, e desaparecem quase de seguida, o que dificulta a sua recolha e disponibilização.
 
Preço: por cerca de 0,5kg pode pagar um valor próximo dos €550.
 

7. Trufas brancas
Os trufas brancas provenientes de Itália sempre foram consideradas um produto culinário de luxo, tendendo a custar quase €280 o meio quilo. No entanto, o seu valor atingiu novas alturas quando um oligarca russo decidiu pagar algo como €88.000 pela maior trufa branca do mundo, que pesava cerca de 1.800kg.
 
Preço: por cerca de 0,5kg pode pagar um valor entre €2.800 e €22.100.
 
 

Condimentos

8. Açafrão
Os fios de açafrão são extraídos dos pistilos de uma flor chamada Crocus Sativus, que requer uma manutenção particularmente complicada e um trabalho de colheita dedicado e profissional. Isto porque cada uma das ditas flores floresce uma única vez por ano, apenas durante uma semana; paralelamente, produz só três pistilos, que têm de ser colhidos à mão. Está explicado o elevado valor do chamado “ouro vermelho”?
 
Preço: por cerca de 0,5kg pode pagar um valor entre €480 e €9.300.
 
 

Bebidas

9. Café Kopi Luwak 
Também chamado de Civeta, este é o café mais caro de todo o mundo, sendo o seu método de produção um dos mais polémicos e controversos de que ouvimos falar. Para termos acesso à rara e delicada bebida, antes de serem recolhidos para produção, os mais suculentos grãos de café são passados pelo sistema digestivo de um animal carnívoro semelhante à doninha, a civeta. São as bactérias e enzimas únicas deste ser, que interagem com os grãos durante a digestão, as grandes responsáveis pela diferença de qualidade do café industrializado
 
Preço: por cerca de 0,5kg pode pagar um valor entre €93 e €560; por uma chávena, cerca de €443.
 
 

Frutas

10. Melão YUBARI 
Este melão de aspeto semelhante a uma meloa atinge valores verdadeiramente impressionantes, sobretudo no mercado japonês. Neste país asiático, a fruta em questão é considerada um símbolo de status e, inclusivamente, oferecida como prenda nas mais diversas ocasiões.
 
Preço: um melão pode custar cerca de €6.900.
 

11. Ananás do “The Lost Gardens Of Heligans”
Estes ananases são produzidos no Reino Unido, numa espécie de estufa aquecida com estrume, recuperando métodos tradicionais utilizados na época vitoriana, que haviam caída em desuso e no esquecimento. Cada fruta pode demorar anos a amadurecer, constando que são sumarentas e absolutamente deliciosas.
 
Preço: um ananás pode custar cerca de €13.500.
 
 

Doces

12. Chocolate TO’AK 
Contrariamente a muitos outros chocolates dispendiosos, este não integra qualquer outro ingrediente, como amêndoas ou ganache: o TO’AK é 100% chocolate. Ou seja, esta delícia orgânica pensada e desenvolvida por um antigo investidor de Wall Street, que vive atualmente no Equador, é produzida apenas com 81% de cacau puro e 19% de açúcar.
 
Preço: por cerca de 0,5kg pode pagar um valor próximo dos €242.



Sabemos que, na maior parte dos casos, esta lista dos alimentos mais caros do mundo funcionará sobretudo como um conjunto de sonhos gastronómicos que dificilmente transformaremos em realidade. No entanto, com método e capacidade de poupança, quem sabe se não conseguimos mesmo ir acedendo a cada item, riscando-os da lista, um a um?... Boa sorte e boas experiências gastronómicas!


Nota: todos os valores foram calculados à taxa de câmbio de 07.01.2016 e arredondados.


Veja também: