Publicidade:

Alternadores reconstruídos: sim ou não?

Os alternadores reconstruídos podem ser uma fantástica solução para poupar dinheiro. No entanto, às vezes é melhor comprar uma peça nova. Saiba quando.

Alternadores reconstruídos: sim ou não?
Saiba se deve comprar um alternador novo ou reconstruir o antigo

Não é uma situação muito frequente, mas é, sem dúvida, de extrema importância. Provavelmente, já deu por si a ter de pagar cerca de 300 euros ou mais (dependendo da marca) porque tinha uma problema no alternador da bateria. Em algumas situações poderá compensar comprar um novo. Porém, poderá haver casos em que desembolsará menos por, simplesmente, corrigir a avaria ou problema. Assim sendo, levanta-se a questão se será mais produtivo alternadores reconstruídos.

Alternadores reconstruídos: o que são

O alternador é um dispositivo que transforma a energia mecânica em elétrica. Caso alguma das peças esteja estragada, o motor começará a falhar e perderá a potência necessária para pôr o seu automóvel em funcionamento. Quando isso acontecer, pode trocar de alternador ou optar e ir a um mecânico especialista em alternadores reconstruídos.

alternador

Quanto custa um alternador novo?

Dependendo da marca, do motor e do ano de fabrico, o alternador de um carro pode custar entre 50 e 300 ou 400 euros. Não podemos, no entanto, esquecer a mão de obra e o trabalho que, se for efetuado diretamente na marca, ultrapassa normalmente os 100 euros, enquanto que um mecânico de garagem poderá levar cerca de 40 euros.

Neste aspeto, a Citroën é das mais vantajosas para a carteira, sendo que poderá comprar um por 60 euros. Já os carros do grupo Volkswagen, apesar de serem mais caros, têm o benefício de um mesmo alternador servir para vários modelos diferentes. Por outro lado, a BMW tem alternadores cujo preço ultrapassa facilmente os 300 euros.

Alternadores reconstruídos ficarão, na pior das hipóteses, 25% mais baratos. Se lhe disserem o contrário, tenha cuidado, poderá estar a ser vítima de burla, ou então a sua peça está tão estragada que mais vale comprar um novo.

Veredicto

Caso o seu carro seja recente e ainda tenha peças de origem, podem fazer sentido os alternadores reconstruídos. Caso contrário, tendo em conta as despesas que terá de acarretar para reparar, o facto de ter de mudar a configuração da peça original, bem como o tempo e o desgaste que já terá, será aconselhável que compre um novinho em folha. Dessa forma, garante que, a não ser que haja um acidente ou algum infortúnio, aquele alternador irá durar-lhe muito tempo e não terá novamente encargos com aquela parte do automóvel.

Se ainda assim estiver na dúvida, então opte por jogar seguro, compre um novo alternador.

Veja também: