As 5 melhores alternativas ao Office

Não se pode negar que o Office domina o software de produtividade, mas é pago. Veja aqui as alternativas ao Office que são gratuitas.

As 5 melhores alternativas ao Office
As alternativas ao Office que deve conhecer

O Microsoft Office é uma ferramenta presente em praticamente todos os computadores e é inquestionável que é o software do seu tipo que domina o mercado, sendo o mais popular. Mas existem alternativas ao Office.

O Office tem uma presença muito significativa no universo do software de produtividade: quem imagina um computador sem ferramentas como o Word, Excel e PowerPoint?

Mas sendo o Microsoft Office um programa pago, as alternativas ao Office começaram a surgir e muitas são gratuitas. Estas alternativas dão aos utilizadores liberdade para criar e editar, sendo que a maioria até é compatível com ficheiros gerados no Word, Excel e outras aplicações do Office.

Ao escolher uma alternativa ao Office, um dos fatores a ter em conta é a compatibilidade dos ficheiros, porque é muito provável que estes acabem por ser partilhados com pessoas que usam outros programas. Então, é importante garantir que os ficheiros estão acessíveis a todos. É também fundamental ter uma ideia do período de tempo que vai usar o novo software, para garantir que a adaptação vale a pena.

Práticas e gratuitas: 5 alternativas ao Office

1. FreeOffice

A última versão do FreeOffice saiu em 2016 e é totalmente compatível com DOC, DOX, XLS, XLSX, PPT, o que faz desta uma escolha segura, visto que não há problemas de compatibilidade. A interface deste software é agradável e parecida com o Word e o Excel. O FrreeOffice tem ainda a vantagem de permitir a criação de ficheiros PDF e/ou ePUB e tem corretor automático. Está disponível para Windows, AndroidLinux.

2. LibreOffice

As diferenças entre o LibreOffice e o Microsoft Office ainda são algumas, mas a compatibilidade não falha. O LibreOffice é suportado por uma vasta comunidade open source, que continua a criar extensões para equipar as aplicações com novas características. Esta alternativa é altamente personalizável e é uma escolha muito sólida para quem procure uma ferramenta de trabalho competente e compatível com outro software. Está disponível para Windows, MacOS e Linux.

office

3. WPS Office

Um excelente clone do Office, com Writer, Presentation e Spreadsheet. A compatibilidade com o Office é completa, e tem um extra: uma ferramenta para PDF que permite exportar e importar para diferentes formatos. Outro bónus desta aplicação é estar disponível para dispositivos móveis (Android e iOS).

Mesmo a interface do WPS Office é muito semelhante à do Microsoft Office. Mas nem tudo é cópia, pois este software tem algumas funcionalidades próprias: permite mudar o layout do parágrafo com o rato e criar separadores, o que facilita a gestão de vários documentos em simultâneo. Está disponível para Windows, MacOS, Linux, iOS e Android.

4. Google Docs

O Google Docs dispensa grandes apresentações. Esta ferramenta da Google consiste num Office online, que pode facilmente editar em simultâneo com outros utilizadores, partilhar e exportar, caso pretenda usar o ficheiro offline. Esta ferramenta da Google oferece muitas funcionalidades e é compatível com DOC, XLS e PPT, permitindo também que se importe ficheiros criados no Microsoft Office.

5. iWork

A melhor alternativa ao Office para utilizadores do Mac. Este software não foi inicialmente concebido para ser compatível com o Office, mas os seus developers foram adicionando algumas funcionalidades que o possibilitam. Os ficheiros do Office podem ser importados para o iWork e editados no Pages, Numbers ou Keynote. Este software também está disponível para os dispositivos móveis, e está sincronizado com a iCloud.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.