AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Qual é a altura certa para fazer uma pós-graduação?

Veja como saber quando deve ou não apostar numa pós-graduação.

Qual é a altura certa para fazer uma pós-graduação?
A formação nunca é demais, mas qual será a melhor altura para apostar na sua?

É bem conhecida a importância que a formação assume, em termos profissionais, nos dias que correm. De facto, é bem sabido que uma boa formação no Curriculum Vitae (CV) pode abrir-lhe as portas para o sucesso. Por esta razão são cada vez mais os profissionais que decidem reforçar os seus conhecimentos e competências e que, por isso mesmo, investem na sua formação. É aqui que entram as pós-graduações, na medida em que se assumem como cursos de formação para quem procura desenvolver competências específicas. A grande dúvida passa, muitas vezes, por definir qual a altura mais indicada para apostar numa pós-graduação.
 

O que é a pós-graduação e para que serve?

Dito de forma simples, uma pós-graduação é um curso de especialização, que permite aprofundar uma determinada área de conhecimento e/ou competências. Aliás, este tipo de formação foca-se precisamente no desenvolvimento de competências profissionais específicas. No fundo, estas formações, que são mais técnicas, têm como objetivo muni-lo de ferramentas úteis para o trabalho propriamente dito.

A pós-graduação não confere grau académico e a sua duração e preços variam sempre de acordo com a formação em causa ou a instituição que a ministra.

Para fazer uma pós-graduação, os profissionais necessitam de uma licenciatura ou curso que confira o mesmo grau.

 

Quando fazer?

Lamentavelmente não existe uma resposta exata para esta pergunta. Mas uma coisa é certa. A pós-graduação é, sem qualquer dúvida, uma mais-valia no perfil de qualquer profissional e pode até ajudá-los a progredir profissionalmente.

Quanto à hora certa de apostar numa pós-graduação muitas considerações poderiam ser aqui tecidas. Há quem defenda que os profissionais devem apostar numa pós-graduação imediatamente após concluírem os estudos académicos, mas há também quem – por oposição – diga que o melhor é esperar e desenvolver (pelo menos um pouco) um percurso profissional.

Opiniões há muitas e todas elas terão a sua validade. Mas vamos simplificar. Saber quando fazer ou não uma pós-graduação vai depender de cada profissional, dos seus objetivos profissionais, das suas metas e até do rumo que a sua carreira seguir.

No fundo, trata-se de saber encontrar o ponto de equilíbrio, para não entrar numa corrida desenfreada por cursos e formações, que pode degenerar num subaproveitamento da potencialidade da pós-graduação e acabar por fazer com que não tire o devido partido deste tipo de formação; mas também para evitar ficar demasiado estagnado em termos de formação por estar sempre à espera do momento mais oportuno ou indicado. Ou seja: nem oito, nem oitenta.

 

Seja estratega

Tal como dissemos, determinar a altura mais indicada para fazer uma pós-graduação não é uma ciência exata, mas há uma forma simples de você determinar a altura mais indicada para si: pense estrategicamente! Avalie o seu percurso com frequência e mediante as suas conclusões determine se é ou não pertinente apostar numa formação (seja uma pós-graduação, mestrado, MBA, workshops ou outro tipo de formação).  

Esta análise é fundamental, porque lhe vai permitir saber quais as áreas especificas nas quais necessita de reforçar as suas competências. Assim, sabe não só quando investir numa pós-graduação, mas também qual escolher.
Valorize-se profissionalmente... Saiba como com o nosso Simulador de Emprego e Formação >>
Veja também: