Amortizar crédito compensa?

Amortizar a dívida do crédito à habitação pode ser vantajoso para quem dispõe de algumas poupanças.

Amortizar crédito compensa?
Amortizar pode compensar. Veja em que situações.

Antes de pensar em amortizar a dívida do crédito habitação deverá ter em conta alguns factores, tais como:

  • a taxa de juro do crédito à habitação;
  • o total das prestações anuais (amortização de capital e juros);
  • a taxa de juro líquida do melhor investimento garantido alternativo. 

 

Estes são os factores principais que deve considerar antes de decidir se irá efectuar ou não a amortização do crédito à habitação.

 

É preferível investir do que amortizar se a taxa de juro do crédito à habitação for inferior à taxa de juro líquida do melhor investimento garantido.

Se não for o caso, isto é, se a taxa de juro do crédito à habitação for superior à taxa de juro líquida do investimento, há que considerar também o total das prestações anuais, pois poderá beneficiar entre 25% e 30% do total de prestações pagas no crédito à habitação, com limite máximo de cerca de 500€.

 

Antes de decidir amortizar tenha em conta os benefícios fiscais que tem e os que poderá vir a ter, dependendo dos valores abrangidos.

Considere sempre esses valores pois dependendo do capital amortizado pode deixar de obter essa poupança.

 

Cuidado com as penalizações

Além dos impostos, tenha igualmente em atenção as penalizações de pagamentos antecipados. É claro que os bancos têm interesse em que mantenha a sua dívida por mais tempo, para que possam lucrar com os juros. Se está interessado em amortizar o crédito habitação analise primeiro o seu contrato e verifique quanto é que terá que pagar a mais para que possa amortizar a sua dívida antecipadamente.


Se neste momento o crédito habitação é a sua única dívida e dispõe de dinheiro suficiente para poder liquidá-la talvez seja boa ideia fazê-lo se quiser livrar-se de uma vez da hipoteca.

 

Veja também: