Publicidade:

6 perigos de andar de salto alto

De forma geral, as mulheres adoram andar de salto alto. O que pode não saber é que, além de a deixarem elegante, estes sapatos acarretam perigos para a saúde.

6 perigos de andar de salto alto
A vaidade, às vezes, tem consequências

São poucas as mulheres que não gostam de andar de salto alto, afinal, esta é – quase sempre – a primeira opção para tornar um conjunto ainda mais elegante. É um acessório que alonga a silhueta e tem o poder de, muitas vezes, aumentar a confiança de quem o usa.

No entanto, pondo de parte esta paixão, a verdade é que os sapatos de salto alto podem ser responsáveis por vários problemas de saúde e, como tal, não devem ser usados em excesso. Longas horas em cima de sapatos muito altos podem trazer complicações ao nível da coluna, dos pés e até mesmo da postura.

Conheça os malefícios de andar de salto alto


Talvez nunca tenha pensado nisto, mas ao longo do dia os nossos pés são responsáveis por suportar todo o peso do nosso corpo enquanto nos deslocamos.

Este processo é, obviamente, influenciado pelos mais variados movimentos que fazemos e a forma como os fazemos. Posto isto, andar de salto alto terá resultados diferentes daqueles que ocorrem quando escolhe sapatos rasos. Saiba os riscos que está a assumir, se não abre mão de andar de saltos altos no dia a dia.

andar de salto alto

Alterações na postura

Quando são usados sapatos com um salto muito alto, a postura natural sofre alterações. Isto porque os saltos obrigam o corpo a um maior esforço de equilíbrio devido à inclinação, que interfere com o centro de gravidade.

Problemas na coluna

Devido ao esforço acrescido ao andar de salto alto, os músculos ficam mais tensos e há uma sobrecarga dos joelhos e da coluna, o que pode originar dores em ambas as zonas. De facto, caminhar com sapatos muito altos faz com que tenhamos a tendência de inclinar a coluna para a frente, o que pode originar uma curvatura anormal na coluna vertebral (lordose).

No entanto, também a largura dos saltos influencia a saúde desta zona do corpo. O motivo reside no facto de os saltos muito finos dificultarem a estabilidade do apoio do pé.

Lesões nos dedos dos pés

Andar de salto alto obriga a que haja uma maior pressão nos dedos dos pés, que, geralmente, já se encontram apertados pelos próprios sapatos. Assim, o uso continuado e prolongado de saltos altos pode originar dores, lesões e deformações nos dedos, como curvas anormais e bolhas.

Entorses nos tornozelos

Os saltos altos são, muitas vezes, facilitadores de entorses nos tornozelos. Este problema é mais frequente quando se utilizam saltos muito finos, já que dificultam o equilíbrio. Uma entorse do tornozelo pode mesmo requerer fisioterapia para sarar por completo.

Calos e joanetes

Os calos resultam de uma adaptação física ao sapato: o corpo tende a endurecer a zona do pé que sofre maior pressão aquando do uso de saltos altos. Já os joanetes, que resultam de um crescimento lateral do osso, podem ser agravados devido ao uso constante de sapatos altos e apertados.

Fadiga muscular

De certeza que já percebeu que fica mais cansada quando usa este tipo de sapatos. Como seria de esperar, o esforço inerente ao ato de andar de salto alto resulta numa fadiga muscular anormal, podendo até originar dores.

Veja também: