Andromeda OS: tudo o que precisa de saber

A Microsoft está a preparar a implementação do Andromeda OS no Windows, de modo a que este se torne numa plataforma modular e fique menos pesado.

Andromeda OS: tudo o que precisa de saber
Com o Andromeda OS, o Windows 10 vai ser repartido em módulos

De acordo com a Windows Central, a Microsoft está a trabalhar num projeto chamado Andromeda OS, cujo objetivo será em transformar o Windows 10 (o mais recente sistema operativo da Microsoft, que foi lançado em 2015) num sistema modular.

Ou seja, é importar clarificar, desde já, que o Andromeda OS não será o próximo sistema operativo da empresa americana, mas sim uma tecnologia que vai tornar o atual sistema operativo – o Windows 10 – numa plataforma modular.

Mas, afinal, o que é um sistema modular? O objetivo desta plataforma é fazer com que o Windows 10 seja mais flexível de modo a que corra bem e facilmente em todo o tipo de dispositivos (computadores, portáteis, smartphones, etc.).

Andromeda OS: o Windows 10 adaptável

O Windows é um sistema operativo com mais de 30 anos. Integrando o Andromeda OS no Windows 10, este sistema vai passar por uma mudança que o vai permitir ser um sistema realmente modular, adaptável e universal (o que era o objetivo inicial do Windows 10).

Assim, a verdadeira tarefa do projeto Andromeda OS é desconstruir o Windows 10, fazendo com que, num determinado dispositivo, este use apenas os módulos necessários. Deste modo, o sistema vai ficar mais objetivo, otimizado, eficiente, rápido e vai ser menos pesado.

Esta funcionalidade é especialmente apelativa para o uso de gadgets mais pequenos como smartphones, tablets, smartwatches, etc.

Como escreve a Windows Central: “o Andromeda OS é o denominador comum do Windows que funciona numa multiplataforma, em qualquer dispositivo com qualquer tipo de arquitetura, que pode ser potenciado com extensões modulares que dão características e experiências quando necessário”.

Começar pelo Mobile

windows phone

Segundo a Windows Central, o primeiro foco da implementação do Andromeda OS vai ser o mobile (telemóveis, tablets e wearables), estimando-se que esteja pronto a lançar em 2018. Depois, será a vez do desktop e dispositivos Xbox.

“Com isto, a Microsoft já não precisar de uma versão móvel específica do Windows 10, o que significa que o Windows 10 Mobile agora é redundante”, afirma a mesma fonte.

Há rumores que indicam que o projeto Andromeda OS já estará integrado no Surface Phone, o que está coincidiria com a data de lançamento esperada para este gadget.

De qualquer das formas, o Andromeda OS será um importante passo para a Microsoft. Vai permitir que o Windows se modernize e se ajuste melhor às necessidades do mercado e dos cliente, ao tornar-se mais adaptável, otimizado e uniformizado. Isto vai ajudar a Microsoft a resolver o problema de ter um sistema operativo demasiado pesado. O Andromeda OS vai revolucionar este paradigma.

Veja também:

Continuar a Ler
Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.