Publicidade:

Angina de peito: tudo o que precisa de saber

As doenças cardíacas são uma preocupação cada vez mais presente e a angina de peito, uma dor forte no peito, deve alarmar qualquer um.

Angina de peito: tudo o que precisa de saber
Fique a conhecer os sintomas e as causas

Quando surge uma dor ou um desconforto ao nível do coração, as pessoas têm tendência a associar o episódio a um ataque cardíaco. Mas, ao contrário do que se pensa, as dores do coração nem sempre significam um enfarte. A verdade é que existem muitas outras patologias relacionadas com este problema e é importante que saiba identificar os sinais. A angina de peito é precisamente um dos problemas cardiovasculares que costumam ser esquecidos quando surge um desconforto no peito.

Curiosamente, este é um problema mais comum entre homens, especialmente de meia-idade ou mais velhos, mas a população feminina também pode ter de enfrentar este dilema.

O que é a angina de peito, quais os sintomas e as causas


angina do peito

A angina de peito, que também pode ter o nome angor pectoris, caracteriza-se por uma dor ou desconforto no peito e resulta de uma deficiente oxigenação das células musculares do coração. Isto acontece porque o fluxo sanguíneo fica reduzido graças ao estreitamento ou bloqueio das artérias coronárias.

Geralmente, a angina de peito é vista como um sintoma e não tanto como uma doença propriamente dita, uma vez que, geralmente, está relacionada com uma doença coronária.

Isto acontece quando se verifica a formação de depósitos gordos nas paredes dos vasos sanguíneos. No entanto, importa referir que, em alguns casos, este problema pode anteceder um enfarte do miocárdio.

Existem dois tipos de angina de peito: estável e instável. A primeira é caracterizada por uma dor persistente e recorrente, mais comum em pessoas que fazem esforços físicos; a segunda trata-se, pelo contrário, de uma dor no peito repentina.

Sintomas da angina de peito

Para além da dor e da sensação de pressão e aperto no coração, a angina de peito apresenta outros sintomas. A dor pode estender-se à garganta, aos maxilares, às costas e até mesmo ao estômago.

Contudo, a angina de peito pode incluir manifestações tão fora do normal como suores, náuseas, tonturas, falta de ar, fadiga e ansiedade. Posto isto, a lista de sintomas aos quais tem de estar atento é longa.

Curiosamente, há quem sofra episódios de angina de peito silenciosos e, portanto, sem qualquer tipo de manifestação clínica. Nestes casos, o problema só é detetado num eletrocardiograma.

angina de peito

Possíveis causas para a angina de peito

Uma vez que a angina de peito está relacionada com uma reduzida irrigação do coração, este problema tende a surgir durante um esforço físico. No caso da angina estável, por exemplo, o repouso poderá ajudar a melhorar e diminuir gradualmente.

Outros fatores que podem influenciar o aparecimento das anginas passam pelo stress e o consumo de tabaco. Por outro lado, também doenças e problemas de saúde podem despoletar estes episódios cardíacos:

Em qualquer dos casos, para melhor interpretar os sintomas e tratar o problema, o melhor será consultar um médico que o aconselhe da forma mais correta. Por vezes, pode ser necessário um tratamento que passe pelo recurso a medicamentos ou, até mesmo, por procedimentos hospitalares.

Veja também:

Inês Pereira Inês Pereira

Licenciada em Jornalismo e Pós-Graduada em Branding e Content Marketing, sempre se deu bem com a escrita. Embora prefira escrever com um teclado, não acredita nessa ideia de ler um livro através de um ecrã: um livro lê-se em papel e tem um marcador. Gosta de fotografia, de história e de conhecer o mundo.