Publicidade:

Ano zero: 5 informações que deve saber

O ano zero permite aos candidatos terem contacto com o ensino superior e receberem apoio na preparação para os exames nacionais de acesso.

Ano zero: 5 informações que deve saber
Para candidatar-se basta ter frequência do 12.º ano

Já sabe o curso que quer e está a pensar na preparação para os exames nacionais de acesso ao ensino superior? Candidatar-se ao ano zero poderá ser uma boa opção para si.

Este curso permite aos alunos, titulares do 12º ano ou que tenham frequentado o 12º ano pelo menos uma vez, frequentar o ensino superior sem precisar de realizar os exames nacionais. Continue a ler para saber mais!

Ano zero: o que é, para quem e onde?


1. O que é?

O ano zero é um curso preparatório de estudos pré-universitários. A frequência deste curso permite adquirir os conhecimentos necessários para ingressar no curso superior escolhido e até fazer algumas unidades curriculares desse curso.

Tem a duração de um ano e a principal vantagem é a de ter um apoio escolar direcionado para as disciplinas que terá que realizar no exame nacional de acesso ao Ensino Superior.

caloiros

2. Quem pode candidatar-se?

Podem candidatar-se:

a) alunos que tenham concluído o 12.º ano com classificação positiva nos exames, mas que não conseguiram entrar no curso que queriam;

b) estudantes titulares do 12.º ano com classificação positiva, mas que não obtiveram nos exames a classificação necessária de acesso ao Ensino Superior;

c) alunos que ficaram com uma ou duas disciplinas por concluir.

A fase de candidaturas ocorre, normalmente, entre julho e setembro. As regras de acesso podem variar, dependendo da instituição.

3. O ano zero dá acesso direto ao Ensino Superior?

Não, é um curso preparatório. Na realidade quem faz este curso é considerado um aluno externo à instituição de ensino.

Nesta modalidade, é previsto que o aluno, através do apoio e acompanhamento às disciplinas necessárias, realize com sucesso os exames nacionais pedidos como prova de ingresso e entre efetivamente no curso pelo concurso nacional de acesso.

Se isto se concretizar, assim que entre na instituição de ensino superior determinada, o aluno receberá as equivalências às disciplinas concluídas no ano zero.

Há um limite para as disciplinas que pode fazer nesta modalidade. Ou seja, nunca terminará o curso se não entrar efetivamente no ensino superior através do concurso nacional de acesso.

4. É possível concorrer a bolsas de estudo?

Não. Um aluno do ano zero não é na realidade um aluno do Ensino Superior. Logo, não é possível requerer bolsas ou qualquer outro financiamento de programas públicos dirigidos ao ensino universitário.

5. Onde se pode fazer?

São várias as Universidades públicas e privadas que contemplam esta oferta formativa e o seu custo depende da instituição de ensino superior.

O ideal será definir o curso onde pretende ingressar posteriormente e, a partir daí, pesquisar qual a Universidade que dispõe de ano zero para o curso escolhido.

Veja também: