10 perguntas e respostas sobre antibióticos

O álcool corta o efeito dos antibióticos? Devo tomar o medicamento em caso de gripe? Posso tomar qualquer composição do medicamento?

10 perguntas e respostas sobre antibióticos
Tudo o que precisa de saber sobre os antibióticos

Surgiram na década de 1920 para revolucionar a forma como a ciência trata as infeções bacterianas e se consagraram na medicina da era moderna. Há quase 100 anos, era a primeira vez que o os cientistas encontravam uma arma para vencer doenças comuns e, muitas vezes, fatais.

Os antibióticos são drogas que atuam contra as bactérias que causam infecções e é importante lembrar que não têm efeito contra doenças de origem viral, fúngica ou parasitológica. Ainda assim, eles continuam a ser prescritos em demasia e podem mesmo estar a contribuir para o aparecimento das super bactérias – um problema grave que tem assolado hospitais e dado o alerta para a Saúde Pública.

Mas, afinal, o que são esses fármacos e como são utilizados na prática médica? Reunimos 10 perguntas e respostas sobre os antibióticos que vão ajudar a aesclarecer o assunto.

 

10 perguntas frequentes sobre antibióticos

 

1. Em que consistem os antibióticos?

Os antibióticos são substâncias químicas que são capazes de travar a multiplicação de bactérias ou de as eliminar sem provocar efeitos tóxicos no organismo.

2. Como atuam os antibióticos no nosso organismo?

Os antibióticos podem matar as bactérias, ou inibir o seu crescimento, e a sua função é atacar determinados constituintes das bactérias que são necessários para a sua sobrevivência e reprodução.

3. Quando é preciso tomar um antibiótico?

Quando for diagnosticada uma infeção causada por bactérias e o antibiótico for prescrito por um médico. Pode também acontecer que um antibiótico seja prescrito para prevenir infeções causadas por bactérias como, por exemplo, antes de cirurgias dentárias complicadas.

4. Quando é que os antibióticos não têm eficácia?

Os antibióticos apenas atuam contra as bactérias, não tendo qualquer ação nos vírus. Por isso, são medicamentos inúteis para tratar as gripes e constipações.

5. Como estão divididos os antibióticos?

Os antibióticos são divididos por categorias segundo a sua estrutura química.

6. Quais são as consequências de uma má utilização dos antibióticos?

O ideal seria que se fizesse um antibiograma para cada caso de patologia. Desta forma, seria possível saber qual antibiótico seria eficaz contra aquela bactéria sensível, mas esta é uma prática rara. Assim, se é tomado um antibiótico que não seja adequado para o tratamento de determinada patologia, além de não a tratar e destruir parte da flora bacteriana normal e saudável, a toma pode mesmo levar ao fortalecimento das bactérias que provocaram a infeção. Elas adaptam-se ao medicamento, tornam-se resistente e não são eliminadas.

Isso acontece porque as bactérias são microrganismos com uma grande capacidade de adaptação ao meio ambiente. As mutações genéticas ocorrem com frequência e levam a que uma bactéria se torne resistente ao antibiótico administrado. O fenómeno de resistência também ocorre devido à troca de material genético entre as bactérias.

7. Quem descobriu o primeiro antibiótico?

O primeiro antibiótico identificado foi a penicilina, um feito do Dr. Alexander Fleming. Ele estudava as substâncias capazes de matar ou impedir o crescimento de bactérias nas feridas infetadas e , um pouco por acaso, encontrou este “milagre” da medicina moderna.

8. Quais os grupos de antibióticos que existem?

Os grupos mais conhecidos são:​

  • Penicilinas;
  • Cefalosporinas;
  • Monobactâmicos;
  • Cloranfenicol e tetraciclinas;
  • Aminoglicosideos;
  • Macrólidos;
  • Sulfonamidas e associações;
  • Quinolonas.

9. Beber álcool corta o efeitos dos antibióticos?

O consumo do álcool pode mesmo reduzir a ação do antibiótico no organismo.

Alguns antibióticos são processados no fígado, enquanto outros são eliminados nas fezes ou na urina. De um modo geral, o modo de eliminação determina por quanto tempo o medicamento permanecerá ativo no organismo e qual será o intervalo ideal para a toma das doses.  A verdade é que estes fármacos podem ser eliminados do organismo de diferentes formas e o álcool pode aumentar ou diminuir a velocidade de eliminação do medicamento, alterando seu efeito.

10. Posso tomar antibióticos mesmo estando grávida?

Esta é uma questão que só pode ser respondida pelo seu médico. É certo que, regra geral, uma grávida não deveria tomar antibióticos, pois pode ficar sujeita ao aparecimento de situações mais delicadas. Se está grávida e precisa de orientação sobre alguma doença, converse com o seu médico antes de tomar qualquer tipo de fármaco.

Veja também: