Anular a válvula EGR: sim ou não?

O reaproveitamento dos gases ajuda a poluir menos, mas pode prejudicar o seu veículo. Saiba se esse sistema vale a pena ou se deve anular a válvula EGR.

Anular a válvula EGR: sim ou não?
Descubra se deve ou não anular a válvula EGR

Anular a válvula EGR pode até ser considerado um ato tuning. No entanto, esta opção vai muito além disso. Não se limite à ideia de que poderá otimizar o seu motor ou que vai gastar mais combustível. Há outras noções a ter conta.

Porque devo ou não anular a válvula EGR

A válvula EGR permite a reutilização de gases, o que, por si só, significa menor poluição para o ambiente e, ao mesmo tempo, permite um consumo menor, ainda que de forma bastante residual.

Porém, não podemos esquecer que esses gases são nocivos e, portanto, mesmo depois de todo o processo para reaproveitá-los, eventualmente a válvula de admissão ficará mais propensa a criar “fuligem”, o que pode, obviamente, prejudicar o motor.

Mas, antes do veredicto final, é importante saber como funciona a válvula EGR e como removê-la.

Válvula EGR: o que é?

É um sistema que permite reaproveitar os gases libertados após o processo de combustão. Colocada entre o coletor de escape e o coletor de admissão, o seu uso foi criado para que um carro emita menos gases nocivos e, assim, polua menos.

A válvula EGR funciona de forma inversamente proporcional ao acelerador. Ou seja, quando carrega totalmente no acelerador ela fecha-se. Por outro lado, se não estiver a carregar no pedal, ela vai abrir-se totalmente.

valvula egrFonte da imagem: ThoughtCo

Como anular a válvula EGR?

A EGR pode ser removida ou fechada através de dois processos:

  • Interrompendo o canal de vácuo que ativa a válvula;
  • Acionando electronicamente em certos automóveis.

Havendo a possibilidade pré-estabelecida de, eletronicamente, a desativar, tem a vantagem de não interferir com o funcionamento pré-estabelecido no carro.

Veredicto

Caso tenha o carro há pouco tempo e não queira poluir o ambiente, é aconselhável não anular a válvula EGR. Por outro lado, se já tem o carro há algum tempo, não tempo nem disponibilidade para limpá-la regularmente, pondere.

Caso esta comece a funcionar mal e até comece a prejudicar o motor (sim, pode acontecer), então está na altura de falar com o seu mecânico. Verifique ainda que a quantidade de CO2 libertada pelo seu veículo não vai ser prejudicial e não lhe causará problemas na inspeção automóvel.

Veja também:

Também lhe pode interessar: