6 apps para scanear documentos

Recibos, faturas, cartões de visita e notas soltas que acabam por se perder. Já não. Veja aqui as melhores apps para scanear documentos.

6 apps para scanear documentos
Os scanners já não são necessários, use apps para scanear documentos

Os scanners são um dispositivo do passado. Agora basta usar apps para scanear documentos. Graças às câmaras de alta qualidade dos smartphones (e dos tablets), é possível digitalizar um documento ou fotos com muita qualidade ao apenas abrir uma app.

Os smartphones são úteis para inúmeras tarefas e uma delas é usar apps para scanear documentos. Estas apps podem dar muito jeito para transformar os documentos físicos em ficheiros PDF (o que pode ser útil para digitalizar recibos, faturas, formulários, etc., e enviar de imediato para o e-mail). Veja aqui as melhores apps para scanear documentos.

Apps para scanear documentos que deve instalar

1. Google Drive

DriveFonte da imagem: Google

Uma das ferramentas mais populares da Google, que serve para ajudar em imensas tarefas. É um dos recursos mais populares para guardar faturas, notas em guardanapos, desenhos feitos no quadro, etc. Esta app permite digitalizar documentos e também fazer o reconhecimento ótico de caracteres (OCR) nos textos que estão a ser scaneados. Esta é uma característica de destaque.

A app também possibilita organizar fotos e print screens e convertê-los em PDF. É fácil de usar. A aplicação é gratuita e está disponível para iOS e Android.

2. CamScanner

AppFonte da imagem: CamScanner

Outra app de digitalização de documentos bastante famosa. É fácil de utilizar, e converte qualquer documento diretamente para PDF. Tem tecnologia OCR, o que faz com que não perca detalhes importantes dos documentos como preços, datas, títulos, etc.

A app permite digitalizar e organizar documentos com diversas páginas. Também tem uma opção de crop para desenhos e rascunhos e possibilita o armazenamento dos ficheiros na cloud ou noutros dispositivos. A aplicação é gratuita (com sistema freemium) e está disponível para iOS, Android e Windows Phone.

3. Genius Scan

AppFonte da imagem: The Grizzly Labs

Esta aplicação é simples e permite criar imagens ou PDFs a partir de recibos, notas, desenhos, etc., com apenas um toque. A app automaticamente seleciona a área a scanear, destacando o texto e tornando-o mais legível para o produto final, convertendo tudo para PDF. Depois, guarda no dispositivo para a posterior partilha ou envio por e-mail.

A aplicação tem outras funcionalidades, como edição básica de fotografia, auto crop e arquivo, corrigindo também a perspetiva da fotografia inicial. A app é gratuita e está disponível para iOS, Android e Windows Phone.

4. Evernote Scannable

AppFonte da imagem: Evernote

É um app muito boa a digitalizar recibos, cartões de visita e qualquer outro tipo de documentos impressos. A aplicação usa a tecnologia OCR, o que dá ainda mais qualidade à digitalização final. É uma das melhores ferramentas para guardar cartões de visita. A app é gratuita e está disponível para iOS.

5. Microsoft Office Lens

 

AppFonte da imagem: Microsoft

Esta aplicação destaca-se por sincronizar com a conta Microsoft, permitindo a digitalização de documentos e fotos que depois são importados como PDF para o OneNote ou OneDrive. E por isso é uma excelente escolha para quem utiliza muito estes serviços. A app é gratuita e está disponível para iOS, Android e Windows Phone.

6. Doc Scan

doc scanFonte da imagem: iTunes

Disponível apenas para iOS, a Doc Scan tem a particularidade de conseguir identificar os documentos que se encontram tortos ou curvados e de os “alinhar” já no seu smartphone. Depois, basta salvar onde e como quiser. Pode ainda sublinhar o que quiser e, por fim, partilhar onde quiser. Até mesmo nas redes sociais!

Veja também:

Continuar a Ler
Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.