PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Arroz preto: é ou não uma boa aposta?

Conheça as propriedades do arroz preto e decida se vale ou não a pena incluir este tipo de arroz na sua dieta.

Arroz preto: é ou não uma boa aposta?
Porque o deve comer e quais os benefícios

“Arrozes” há muitos. Uns mais conhecidos do que outros. Uns mais usados, outros menos. A verdade é que há arroz para todos os gostos e feitios. Por entre a imensidão de possibilidades está o arroz preto, ainda pouco utilizado na nossa gastronomia. O que tem de especial? É isso que lhe vamos dizer. 
 

Arroz preto: o “prato proibido”

Ainda que em Portugal este arroz não seja muito usado, a verdade é que na China é cultivado há mais de quatro mil anos, sendo conhecido como “arroz proibido” ou “prato proibido”, pois era apenas consumido pelo Imperador Chinês e cultivado pelos seus súbitos. Mas a sua fama de “proibido” estava ainda relacionada com o facto de ser considerado um produto afrodisíaco e exótico. 

Na década de 80 a sua produção foi, no entanto, intensificada e nos dias que correm é mesmo considerada uma iguaria, em muito graças às suas propriedades nutricionais. Além das características visuais, este arroz de textura fibrosa, cor forte, sabor amadeirado e com um leve aroma a castanha apresenta vários benefícios para a saúde. 

Considerado um “super alimento”, o arroz preto é rico em vitaminas A, B1, B2, B6, B12, niacina, ácido nicotínico, cobalto, ácido pantotênico, pró-vitaminas C e E, aminoácidos, minerais (como cálcio, magnésio, ferro e zinco) e fibras (mais até do que o arroz integral). Este tipo de arroz é também um poderoso antioxidante, graças à presença de compostos fenólicos, flavonoides e antocianinas.  

Benefícios associados não lhe faltam. Só para ter uma ideia, pelas suas propriedades, este tipo de arroz contribuiu não só para uma boa memória, mas também para um coração saudável. Mas há mais. Por ser rico em fibras ainda prolonga a sensação de saciedade, sendo assim um bom aliado para quem pretende perder peso e estimula o funcionamento intestinal.  
 

Como consumir? 

Pelas suas características e sabor, este arroz combina muito bem com legumes, verduras, frutos secos, peixes e marisco, por exemplo. A preparação, essa, não podia ser mais simples. Uma porção de arroz para três de água, azeite e tempero a gosto. Mas claro, pode sempre dar asas à sua criatividade. 


Vale a pena: sim ou não?

Benefícios já sabemos que tem. Encontrá-lo é razoavelmente fácil, estando disponível nas generalidade das grandes superfícies comerciais. O preço do arroz preto é que pode não ser muito apelativo, pois é superior ao do arroz branco, comercializado em larga escala e ao do arroz integral.

Mas porque não experimentar? Além de ter claros benefícios para a saúde (e ainda ser afrodisíaco!), é também uma boa forma de surpreender na cozinha. Porque, acredite, ninguém vai ficar indiferente se confecionar um belo repasto com este - ainda exótico - ingrediente. 

Veja também: