As mulheres mais ricas da Europa

As grandes fortunas surgem maioritariamente de heranças familiares. Sabe quanto valem as fortunas das mulheres mais ricas da Europa?

As mulheres mais ricas da Europa
Fique a conhecer o poder financeiro das mulheres na Europa!

Espaços coworking para pequenas empresas e freelancersNão são só os homens que têm fortunas inimagináveis, embora grande parte dos rankings mostrem sempre que as pessoas mais ricas ou poderosas do mundo sejam do sexo masculino.

À escala global, existem também muitas mulheres que reúnem grandes fortunas, mas que raramente são conhecidas do grande público. Fique a saber, através de um estudo que a Forbes publicou, quais são as mulheres mais ricas da Europa. 
 

Top 10 das mulheres mais ricas da Europa

 

1. Liliane Bettencourt

Liliane Bettencourt é a mulher mais rica da Europa, com uma fortuna avaliada em 16 mil milhões de euros. Contextualizando, a Liliane Bettencourt é filha do fundador da L´Óreal e, atualmente, dedica-se a inúmeras causas nobres, colaborando com a Fundação Bettencourt Schueller que presta assistência médica e desenvolve inúmeros projetos de educação em França, assim como em países sub-desenvolvidos.
 

2. Birgit Rausing

Birgit Rausing é a segunda mulher mais rica da Europa e tem uma fortuna avaliada em 10 mil milhões de euros que advém essencialmente da sua empresa de embalagens Tetra Laval. A história de vida de Birgit tem alguns episódios menos felizes: a morte do seu marido em 2000 e a tentativa de rapto de um dos seus três filhos. A partir de então, Birgit tem vindo a lutar por uma vida discreta e em segurança.

 

3. Susanne Klatten

Susanne Klatten teve a sorte de herdar do Pai parte da empresa que detém a BMW, o que lhe confere uma fortuna avaliada em 9,5 mil milhões de euros. Susanne é, atualmente, a terceira mulher mais rica da Europa.

 

4. Charlene de Carvalho Heineken

Charlene de Carvalho Heineken dispensará apresentações, uma vez que através do seu nome se entende de imediato qual a origem da sua fortuna que está avaliada em 5,2 mil milhões de euros. Com cinco filhos, Charlene detém 25% da Heineken, empresa holandesa.

 

5. Antonia Johnson

Mestrada na área de administração pela Universidade de Estocolmo, Antonia Johnson seguiu desde cedo as pegadas do pai, assumindo as rédeas do grupo Axel Johnson em 1982. A empresa em questão opera no mercado energético, de telecomunicações e imobiliário. Atualmente, tem uma fortuna avaliada em 5 mil milhões de euros.

 

6. Johanna Quandt

A sétima mulher no ranking das mulheres mais ricas da Europa dá pelo nome de Johanna Quandt e é viúva do homem que foi responsável por não deixar a BMW ir à falência. Apesar de já ter deixado a empresa, ainda ficou com 17%, o que permite avaliar a sua fortuna em 4,2 mil milhões de euros.

 

7. Alicia Koplowitz

Alicia Koplowitz é investidora numa diversidade de negócios que permitem avaliar a sua fortuna em 3,7 mil milhões de euros. Entre outras coisas, criou duas fundações, a Fundación Vida y Esperanza, dedicada a doentes com esclerose múltipla e a Fundación Alicia Koplovitz que atribui bolsas de investigação a médicos especializados em psiquiatria infantil, entre outras atividades.

 

8. Elena Baturina

Passando por Moscovo, encontramos Elena Baturina que é a oitava mulher mais rica da Europa e casada com o presidente da Câmara Municipal de Moscovo. Depois de ter fundado a sua própria empresa, a Inteko, conseguiu criar uma fortuna que ficou avaliada em 3 mil milhões de euros.

 

9. Madeleine Schickedanz

“Quelle Versand” é um conceito de venda por catálogo fundado pelos pais de Madeleine Schickedanz, o que lhe concede uma fortuna de cerca de 2,7 mil milhões de euros.

 

10. Heidi Horten

A décima mulher mais rica da Europa é Heidi Horten, a viúva de Helmut Horten que, para quem não sabe, foi o fundador da empresa “German”. A herança da cadeia austríaca possibilitou que, atualmente, Heidi seja dona de uma fortuna de cerca de 2,6 mil milhões de euros.


Veja também: