Publicidade:

10 atividades gratuitas no Porto que não pode perder

Boa comida, gente simpática, cidade cheia de beleza - características que não se encontram em muitas cidades. Descubra 10 atividades gratuitas no Porto.

10 atividades gratuitas no Porto que não pode perder
O melhor destino europeu tem muitos pontos de interesse

Os prémios Travellers’ Choice Destinos Emergentes 2018, promovidos pelo TripAdvisor, destacaram 52 destinos em todo o mundo, tendo em conta o feedback dos utilizadores do portal de viagens. E para descobrir todos os seus encantos, por que não mergulhar pelas 10 atividades gratuitas no Porto que lhe apresentamos?

Nada melhor para descobrir esta cidade cheia de personalidade, de sotaque marcado e inconfundível, do que calcorrear as ruas da calçada, passear pelas vielas estreitas, admirar a beleza dos edifícios, conhecer os costumes e, claro, a sua gente tão única.

Atividades gratuitas no Porto


Fazer um piquenique nos Jardins do Palácio de Cristal

Piquenicar num jardim público, toalha aos quadrados, cesta de verga e mantinhas para a sesta depois da refeição. Que melhor sugestão para uma tarde mais solarenga? Os Jardins do Palácio de Cristal são um óptimo ponto de encontro: quase 10 hectares de espaços verdes, com um inesquecível miradouro sobre o Rio Douro.

portoFonte: Pixabay/alexis_isabel

O ar puro do Parque da Cidade

Com um total de 83 hectares e quase 10 quilómetros, este pulmão verde da cidade é ideal para andar de bicicleta, caminhar, correr ou levar o seu animal de estimação a passear. O Parque da Cidade é o maior parque urbano do país, foi projetado pelo arquiteto paisagista Sidónio Pardal, tendo sido finalizado em 2002. Mas antes, em 2000, foi selecionado pela Ordem dos Engenheiros, como uma das 100 obras mais notáveis construídas no século XX em Portugal.

Mercado Porto Belo

Desde os discos de vinil, às roupas e acessórios vintage, passando pelas máquinas fotográficas antigas e material de cinema, selos e moedas, encontrará de tudo no Mercado Porto Belo, que se realiza todos os sábados das 10h às 19h, na Praça Carlos Alberto. Neste evento dá-se também oportunidade aos novos criadores culturais de exporem os seus trabalhos numa das 40 bancas disponíveis.

Praias de Gaia

Gaia apresenta uma costa atlântica extensa, com cerca de 18km, ao longo dos quais se observam praias com uma riqueza natural muito própria e características terapêuticas reconhecidas. Rodeadas de esplanadas e envoltas em diversos espaços verdes, estas praias oferecem excelentes acessos para a prática de exercício físico, para corridas, caminhadas ou passeios de bicicleta ao final da tarde ou ao fim de semana.

Além disso, o site European Best Destinations colocou a praia de Miramar entre as 15 melhores da Europa. Os passadiços renovados, a ciclovia, os bares, a requalificação das dunas e, sobretudo, a peculiaridade de uma capela construída sobre as rochas – a capela do Senhor da Pedra – tornam esta praia numa das mais belas da Europa.

Jardim Botânico do Porto

O Jardim Botânico do Porto é um bom local para um passeio em família. Nos seus quase 6 hectares é possível ver um roseiral, dois lagos, árvores centenárias, espécies raras e exóticas, jardim de catos, estufas, viveiros, meio quilómetro de camélias talhadas em sebes, uma adega, o jardim das plantas anuais e o jardim dos Jotas. A entrada neste mundo mágico é gratuita. Durante a semana o horário é das 9h às 17h e ao fim de semana o horário é das 10h às 18h, o que faz desta sugestão uma das melhores atividades gratuitas no Porto. Ainda precisa de mais motivos para visitar o Jardim Botânico?

portoFonte: Pixabay/LauraRinke

Mercado do Bolhão

Nada melhor que uma visita ao Mercado do Bolhão para conhecer as pessoas mais genuínas da cidade do Porto! Desfrute dos cheiros, das cores e sons únicos deste lugar tão especial e carismático. Foi criado em 1850 e apresenta uma estrutura singular com dois pisos. É vocacionado sobretudo para produtos frescos, estando o espaço dividido em diferentes secções: peixaria, talho, hortícola e floral.

Fundação de Serralves

A entrada na Fundação de Serralves e nos seus jardins é gratuita todos os domingos de manhã. Mas há muitas outras razões para visitar Serralves: uma preenchida agenda de atividades gratuitas, uma visita aos espaços arquitetónicos, um passeio pelo Parque onde pode descobrir uma dezena de esculturas que fazem parte da Coleção do Museu, uma pausa relaxante na Casa de Chá, no Bar do Auditório ou no Restaurante do Museu, uma visita à Biblioteca para conhecer os livros de artista, uma passagem pela loja e pela livraria, ou simplesmente entrar e ir à descoberta… Encontramo-nos por lá?

Visite a Rua das Flores

A cidade do Porto vive hoje tempos de recuperação económica e reabilitação. O esforço de reabilitação do Centro Histórico e também dos bairros municipais é bem evidente. Uma transformação mais que necessária para uma cidade que parece renascida das cinzas e que, ao mesmo tempo que recebe os turistas, cuida da sua população como poucas.

Num roteiro sobre o que visitar no Porto, não há como não incluir a pitoresca Rua das Flores, uma artéria onde agora só podem circular peões. Nos últimos anos, multiplicaram-se os edifícios recuperados e os espaços reconvertidos em lojas, cafés e restaurantes.

Músicos de rua, esplanadas convidativas e alguns tesouros escondidos, como a Igreja e o Museu da Misericórdia, fazem do passeio pela Rua das Flores um momento obrigatório numa visita ao Porto. No extremo sul da Rua, o Largo de São Domingos é igualmente encantador. E ali bem perto não faltam atrações como o Palácio da Bolsa, a Igreja de São Francisco ou a Ribeira.

Visite uma das estações de comboios mais bonitas do mundo

As estações de comboio, sobretudo as maiores e mais antigas, são sempre ótimos locais de visita, para tomar o pulso ao ritmo da cidade, ao mesmo tempo que se contacta com o seu passado. A centenária Estação de São Bento, em pleno centro histórico da Invicta, já foi considerada uma das mais bonitas do mundo.

O principal motivo para tal distinção? Os painéis de azulejos pintados por Jorge Colaço e que retratam momentos importantes da História de Portugal. São cerca de 550 m2 de painéis pintados ao estilo da Arte Nova. A imponente fachada é igualmente digna de nota, com traços renascentistas e outros da Belle Époque.

portoFonte: Pixabay/nunolopes

Passeie com uma vista incrível

O rio Douro é o responsável máximo pela configuração da paisagem portuense e é na Ribeira que ganha um estatuto único, abraçado pela icónica Ponte D. Luís. Passear pelas ruas da Ribeira, por entre a roupa a secar que sai das janelas e varandas exíguas dos prédios e ouvir os habitantes do bairro a falar de forma genuína e descomplexada como só eles sabem é, por si só, um programa imperdível.

E depois há a paisagem ribeirinha: as Caves do Vinho do Porto perfiladas na outra margem, as esplanadas, os barcos Rabelo a marcar o cenário e as embarcações que sobem o Douro num alegre vaivém. Verdadeiramente original.

Veja também: