As 8 atrações turísticas mais dececionantes do mundo

Quem nunca esteve entusiasmado para conhecer um cliché turístico e se sentiu traído pelos guias?

As 8 atrações turísticas mais dececionantes do mundo
Clichés turísticos que não deveriam estar em todos os guias

Evite o sentimento de tempo perdido e confie nas opiniões de quem já visitou os locais em causa. Há por aí muitas atrações turísticas mais dececionantes do que entusiasmantes. 


8 fraudes turísticas a evitar na sua próxima viagem


Circo Massimo, Roma

circo massimo

Em tempos este era o maior centro de divertimento de Roma. Era aqui que aconteciam os jogos, as corridas e todas as competições imagináveis. Hoje é um campo vazio. Verde e com relva... mas vazio. Não há nada que indicie a importância que este lugar teve outrora, o que faz desta uma das atrações turísticas mais dececionantes do mundo.



Templo de Black Budha, Bangkok

Mais do que uma atração dececionante, o Templo de Black Budha acabou por se transformar num golpe típico na Tailândia. Muitas pessoas informam os turistas de que estão num feriado em honra do Black Budha e que, por isso mesmo, o Grand Palace e o Wat Pho estarão fechados. Efetivamente os turistas são levados a um templo mas pelo caminho param e são obrigados a entrar em várias lojas de joias. Não vale a pena, principalmente, pelo tempo gasto.



Manneken Piss, Bruxelas

manneken

O menino de bronze a fazer xixi, como é conhecido, é um dos símbolos mais famosos de Bruxelas. O facto de já o terem tentado roubar várias vezes ainda lhe dá mais fama – mas não deixa de entrar na lista das atrações turísticas mais dececionantes do mundo. Além de ser uma estátua pequena está sempre rodeada de turistas que tentam conseguir a foto perfeita.



Boca della Verita, Roma

Sim, outra vez Roma. A escultura tem a forma de um rosto e servia como termómetro da verdade. Diz a lenda que se colocar a mão dentro da boca da escultura e contar uma mentira, a estátua morde-o. Hoje, para entrar na brincadeira tem de esperar cerca de duas horas. 



Greyfrias Bobby, Edimburgo

greyfrias

Tudo indicaria que um cachorro Skye Terrier teria tudo para ser a melhor coisa do mundo. Mas não é. Bobby esperou durante 14 anos no túmulo do seu dono depois deste ter falecido. Quando faleceu, foi enterrado no cemitério e ganhou uma estátua em tamanho real em frente ao portão. A história é bonita mas turisticamente falando não vale de grande coisa – até porque acaba por desaparecer atrás de tantas cabeças.



Dublin Castle, Dublin

Quando pesquisa imagens da Irlanda e dos seus castelos fica com uma determinada imagem. Se quiser visitar o Dublin Castle esqueça essa ideia. Está longe de ser majestoso, até porque não passa de uma grande casa senhorial que foi ganhando anexos com o tempo. Hoje em dia, esta atração é uma mistura de estilos e cores – sim, há uma parte do castelo que está pintada às cores, o que faz desta uma das atrações turísticas mais dececionantes. 



Mirante da Paz, Rio de Janeiro

mirante

O Mirante da Paz fica em Ipanema e o acesso é feito através de um elevador panorâmico. A vista promete ser incrível – 360º sobre o Rio de Janeiro. A deceção é simples: há miradouros com vistas muito melhores sobre a “Cidade Maravilhosa”, como o Dona Marte ou do Parque das Ruínas. 



Mona Lisa, Paris

É provavelmente um dos quadros mais famosos do mundo mas quem já o visitou aponta-o como uma grande deceção. Porquê? Porque é pequeno e porque é difícil apreciar arte com dezenas de braços e mãos à frente.

Saber onde estão as atrações mais dececionantes pode ajudá-lo a organizar a sua viagem, no caso de ir para um destes destinos.

Veja também: