Aumento de preços em 2017

Saiba em que setores haverá aumento de preços em 2017. Conheça que preços vão aumentar e passar a pesar mais nas carteiras dos portugueses.

Aumento de preços em 2017
O que muda no novo ano.

Como acontece invariavelmente ano após ano, são vários os produtos e serviços que vão sofrer um aumento de preços em 2017. Contrapondo com a subida do ordenado mínimo, que deverá resultar numa recuperação dos rendimentos auferidos, as despesas em eletricidade, telecomunicações, alguns produtos alimentares, entre outros, vão pesar mais às carteiras dos portugueses.

No entanto, nem tudo são más notícias. Os preços do leite e do pão, por exemplo, não deverão aumentar. Confira dez dos produtos e serviços que vão sofrer um aumento de preços em 2017.

10 produtos e serviços que vão ficar mais caros em 2017

 

1. Eletricidade

O preço da luz vai aumentar em média 1,2% no mercado regulado. No mercado liberalizado de eletricidade os aumentos das tarifas devem acompanhar o mercado regulado.
 

2. Transportes

O preço dos transportes públicos vão ficar mais caros 1,5% (em linha com a inflação) em 2017. No entanto, segundo o Governo, o aumento será atenuado uma vez que o IVA pago no título de transporte vai poder ser deduzido na totalidade.
 

3. Automóveis

Em 2017, verifica-se um aumento em matéria de tributação dos automóveis. O aumento será de cerca de 3,2% no ISV — Impostos Sobre Veículos e de 0,8% no IUC — Imposto Único de Circulação (mas pode ascender a 8,8% para os veículos mais poluentes).
 

4. Portagens

Passar nas portagens também vai ficar mais caro, depois de três anos praticamente sem alterações. A proposta das concessionárias de auto-estradas aponta para um aumento de 0,84%.
 

5. Rendas

As rendas das casas sobem 0,54%, o que significa o maior aumento desde 2014.
 

6. Telecomunicações

Os clientes da MEO tiveram uma subida de cerca de 2,5% nos preços em novembro de 2016, os da Nowo 5%, em média, em janeiro do mesmo ano. Já a Vodafone e NOS afirmam não ter, até ao momento, aumentos previstos.
 

7. Refrigerantes

Com a novidade, no panorama fiscal português, da taxa que incide sobre o nível de açúcar, os refrigerantes vão aumentar até 0,30€ por cada garrafa de 1,5 litro.
 

8. Tabaco

Como já é tradicional, também o preço do tabaco vai aumentar. O preço de um maço de tabaco deverá aumentar 0,10€
 

9. Álcool

As taxas de imposto aplicadas à cerveja e às bebidas espirituosas vão aumentar 3%
 

10. Manuais escolares

A conta final dos manuais escolares do primeiro ciclo e secundário vão aumentar cerca de 3€ e 15€, respetivamente.

 

O que vai aumentou em 2016?

  • Pão
  • Eletricidade
  • Telecomunicações
  • Água (EPAL)
  • Rendas
  • IMI
  • IUC


Veja também: