Bacalhau à Braga: história e receita

Bacalhau à Braga: conheça aqui a receita deste fantástico prato e saiba também um pouco da sua história.

Bacalhau à Braga: história e receita
Tudo o que precisa de saber sobre este prato delicioso

O Bacalhau à Braga, também denominado de Bacalhau à Narcisa ou Bacalhau Minhoto, faz parte de um imenso rol de receitas típicas do Minho, onde vários pratos principais e sobremesas são estrelas locais e nacionais.

Esta região do país é, sem dúvida, muito rica em grandes receitas que cativam os comensais de todo o país. Não é raro, também, ouvir estrangeiros referirem-se à gastronomia minhota como um dos principais atrativos da região. De facto, basta para isso pensarmos no pudim do abade de Priscos, nos rojões ou no sarrabulho para elencar apenas alguns dos excelentes pratos do Minho.


Bacalhau à Braga: excelência e sabor

As receitas de bacalhau, já sabemos, são imensas no nosso país, mas o Bacalhau à Braga é um dos que mais destaque tem no contexto nacional.

Historicamente, este prato foi confeccionado pela primeira vez no restaurante Narcisa na cidade de Braga e, mais tarde, após um sucesso estrondoso, copiado por outros restaurantes da cidade e da região. Assim, a receita ganhou asas e ganhou destaque no país, passando a adotar o nome de Bacalhau à Braga, por ser muito confeccionado nos restaurantes da cidade.
 


Receita de Bacalhau à Braga


Ingredientes
2 ou 3 postas de bacalhau
3 cebolas grandes
Azeite
Colorau
Folha de louro
Vinagre
Sal e pimenta
1kg de batatas


Modo de preparação
1. Frite as postas de bacalhau em azeite abundante.
2. Usando o mesmo azeite onde fritou o bacalhau, frite as cebolas partida às rodelas, juntando-lhes a folha de louro, o colorau, o sal, a pimenta e umas gotas de vinagre.
3. Disponha as postas de bacalhau numa travessa e deite por cima a cebolada.
4. Frite as batatas às rodelas e sirva-as como acompanhamento do bacalhau.

Esta receita é bastante simples de confecionar, mas impressiona o palato de qualquer apreciador de bacalhau. Para tornar este prato ainda mais regional, não se esqueça de o acompanhar por um vinho verde bem fresco.

Veja também: