Bagas de goji: frescas ou desidratadas mas sempre à mão

Vitaminas, selénio, carotenoides, aminoácidos variados e elevada concentração de antioxidantes fazem das bagas goji umas verdadeiras aliadas da sua saúde.

Bagas de goji: frescas ou desidratadas mas sempre à mão
Antioxidantes concentrados num minúsculo fruto vermelho

Célebres no que diz respeito à concentração de antioxidantes, as bagas de goji conquistaram o epíteto de super alimento, apesar do termo não agradar na generalidade aos nutricionistas por considerarem até perigoso.

“Colocar essas designações aos alimentos leva o público geral a perder a noção global do que é saudável para eles e muitas vezes criam a ideia de que determinado alimento pode ser um atalho para a cura de alguma doença ou perda de peso”, adiantou Nicci Shock à revista online Prevention.

Antioxidantes com “fartura” nas bagas de goji

Muitas das doenças do século XXI estão relacionadas em parte com o stress oxidativo: doenças do coração e degenerativas, Alzheimer, Parkinson e os processos que conduzem ao envelhecimento. Este stress não é mais do que um desequilíbrio entre a oxidação e redução de moléculas dentro das células, causando a formação de peróxidos e radicais livres que danificam as estruturas celulares.

goji

O índice da capacidade de absorção dos radicais oxigenados ou ORAC (em inglês) é um método que permite quantificar o potencial antioxidante de amostras biológicas e, em relação às bagas de goji frescas, sejamos francos: há dezenas de outros alimentos na frente do ranking. Quase todas as outras bagas da família (mirtilos, principalmente), várias especiarias (nomeadamente a pimenta preta) e ervas aromáticas (manjericão seco, p.e.).

No entanto, quando desidratadas – e é um processo ao qual reagem bem – alcançam facilmente os lugares cimeiros em matéria de concentração de antioxidantes.

Nota: Embora o ORAC tenha sido retirado do site da USDA por motivos principalmente associados a ações de marketing enganoso com base no rating gerado pelo ORAC, continua a ser uma fonte interessante de informações. Clique aqui para ver a lista de 2010.

Em relação a outras bagas, o que faz as goji especiais?

A sua cor vermelha é indicativa da presença de carotenoides: 75% de zeaxantina e o restante de betacaroteno. A primeira tem um papel essencial nos olhos, protegendo-os dos raios ultra-violeta e daí as goji serem recomendadas a pacientes de doenças oculares degenerativas.

goji caju

Como se comem e onde encontrar

As bagas de goji podem comer-se frescas ou desidratadas. A primeira versão não é tão fácil de encontrar nas lojas mas na época delas (entre o final do verão até às primeiras geadas) poderá provar este pequeno petisco – que mais parece um minúsculo tomate-pêra – no seu formato original. Senão, a versão desidratada não desilude.

Use em saladas, sumos, batidos, misturada com o seu iogurte ou com as suas papas de aveia, por exemplo.

Sugerimos também que opte pelos vegetais de origem biológica. Existem atualmente em Portugal excelentes agricultores biológicos de frutos vermelhos e bagas de goji, que proporcionam os seus produtos nas várias lojas e mercados biológicos espalhados do país. Na impossibilidade de adquirir biológico e/ou nacional, atente bem à proveniência. Ultimamente têm surgido preocupações na comunicação social no que respeita à poluição dos solos agrícolas na China.

E porque não plantar um arbusto no seu jardim? No segundo ano, poderá obter 1 a 2 kg de goji por pé. Dominando as técnicas de desidratação, poderá preencher uma boa parte das suas necessidades nestas bagas.

Benefícios associados às bagas de goji

Os benefícios das bagas Goji têm sido principalmente assinalados pela Medicina Tradicional Chinesa, fruto do trabalho empírico dos seus terapêutas. Na China, as bagas são consumidas não só com fins medicinais, mas no dia-a-dia como alimento normal ou funcional.

medicina tradicional chinesa

A maioria das reivindicações associadas às bagas de goji não obtêm consenso a nível da comunidade científica. A maioria dos estudos é considerada insuficiente para comprovar os seus efeitos diretos no combate ao cancro e às  doenças cardiovasculares; no aumento da esperança de vida; na promoção do bem-estar e atividade cerebral; digestão; diabetes, entre outros.

Várias investigações são acusadas de utilizarem concentrações muito elevadas dos compostos ativos das bagas, que não permitem retirar inferências para o seu consumo alimentar e esporádico.

No entanto, na sua composição, as bagas de goji apresentam:

Elevadas concentrações de antioxidantes – com todas as vantagens associadas aos antioxidantes (referidas em cima), poderão ser consumidas regularmente, contribuindo na generalidade para o retardar do envelhecimento e prevenção de doenças associadas ao stress oxidativo.

Zeaxantina e beta-caroteno – ricas nestes carotenoides, contribuem para a saúde geral da visão e da pele.

Vitamina A – com papel importante em vários dos processos do nosso organismo, proporciona benefícios a nível reprodutivo, dos ossos, pele, membranas mucosas, etc.

Fonte de aminoácidos – detentora na sua constituição de 18 aminoácidos – incluindo os 8 essenciais – constituem as proteínas e desempenham inúmeras e variadas no corpo.

Selénio e vitamina C – essenciais no desempenho e reforço do sistema imunitário.

Contra-indicações

Pode interagir com alguns medicamentos, principalmente com o anticoagulante varfarina ou outros usados para a diabetes.

Veja também: