Bebidas geladas congelam o cérebro: verdade ou mito?

A famosa sensação de brain freeze tem uma explicação científica e interessante. Perceba o que acontece quando consome bebidas geladas.

Bebidas geladas congelam o cérebro: verdade ou mito?
Saiba tudo sobre o brain freeze

De certeza que já experimentou a famosa sensação de beber algo muito frio, ou comer um gelado, e parecer que o cérebro “congela”. É uma dor temporária e lancinante, causada pelo consumo muito rápido de bebidas geladas.

Esta sensação de congelamento é mesmo isto: uma sensação que ocorre sempre na fronte da cabeça. A bebida ou o gelado não está, de facto, a congelar este órgão. É perfeitamente normal e é possível continuar a desfrutar do que estava a tomar e que lhe provocou a dor, sem consequências negativas.

Porque é que as bebidas geladas provocam esta dor?

O termo médico para esta sensação é a “dor do gelado” e é provocada pela estimulação do nervo trigémeo, que ajuda a regular a quantidade de sangue que temos no cérebro. Este nervo percorre a parte inferior da boca, daí a sensação ser causada por alimentos gelados.

O nervo trigémeo obriga o sangue a aquecer a parte da frente do cérebro, o lóbulo frontal, área responsável pela tomada de decisões. É uma reação automática, em modo de sobrevivência e é esse forte afluxo de sangue (cerca de 20% mais que o habitualmente presente na área), que causa a dor de cabeça forte, localizada na testa.

A dilatação que o sangue causa obriga as células a reagir e a defenderem-se.

dor de cabeca

Outra explicação é o facto de as bebidas geladas e outros alimentos frios terem a capacidade de baixar a temperatura do ar no interior do corpo, obrigando os vasos sanguíneos da cavidade nasal a contraírem, provocando a dor.

Esta dor não tem consequências negativas além do desconforto momentâneo da sensação do brain freeze. Os neurocirurgiões, por exemplo, enquanto operam têm de baixar a temperatura do cérebro abaixo dos 20ºC, longe dos habituais 38ºC. É mesmo necessário anestesiar o cérebro a esse ponto, para que não sinta estímulos durante estas cirurgias delicadas.

Pode-se contrariar a dor de cabeça gelada?

Este problema não está estudado a fundo, precisamente por não ser grave. Normalmente, em 30 segundos, a sensação de congelamento passa, mas quando isso acontece, respire com calma.

Da próxima vez que consumir bebidas geladas, ou estiver a comer um gelado ou um batido frio muito depressa e tiver este problema, pressione a língua na parte inferior da boca, para acalmar o nervo trigémeo.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.