Os benefícios do azeite, o nosso óleo bendito

Usado na Mesopotâmia há mais de 6.000 anos, os benefícios do azeite extra-virgem estão comprovados, tornando-o um alimento essencial na sua alimentação.

Os benefícios do azeite, o nosso óleo bendito
Base da alimentação mediterrânica, contribui para a saúde do coração

Conhecido na origem como “sumo de azeitona” ou Az-zait em árabe, os benefícios do azeite são quase incontáveis.

Este histórico companheiro dos lusitanos ganhou protagonismo com a chegada dos Mouros à Península. A cultura da oliveira intensificou-se e as técnicas de produção do “astro rutilante que se acende graças a uma árvore bendita, uma oliveira” (Corão) aperfeiçoaram-se, alterando o nosso país para sempre, ecológica e economicamente.

Tanto é que na campanha de 2015-2016 se extraíram 100 mil toneladas de azeite e, em 2020, aponta-se para 120.000. Éramos já, em 2016, o sétimo país produtor mundial e o 4º maior exportador.

azeite quinta da serrinhaFonte: Quinta da Serrinha, Alfândega da Fé

Consumido atualmente em todo o mundo, é “membro honorário da famosa dieta mediterrânica”, como nos lembrou o produtor biológico Daniel Martins da Quinta da Serrinha, com quem falámos para saber um pouco mais sobre os benefícios do azeite.

Com 5 anos calcorreados a trabalhar num olival – antes do seu pai e primeiro ainda que o seu avô – Daniel passa boa parte do seu tempo em Alfândega da Fé, zona de reconhecida qualidade na produção deste maravilhoso óleo.

Os benefícios do azeite como parte da nossa tradição

Seja como entrada para regar o pão, aconchegando uma agradável conversa de pré-jantar; prostrado em fio na tradicional salada de alface e tomate; dourando a sopa finalmente cozida; ou estrugido (também refogado) com cebola e louro para iniciar a fazedura de uma bela refeição principal, o azeite não pode faltar na cozinha de qualquer português que se preze.

azeite quinta da serrinhaFonte: Quinta da Serrinha, Alfândega da Fé

Além de “cair bem”, faz ainda melhor. Ao longo das últimas décadas as qualidades, propriedades e benefícios do azeite têm vindo a ser estudados, principalmente devido à sua relação com a já referida dieta mediterrânica e às suas vantagens no que diz respeito à prevenção comprovada de doenças cardiovasculares.

Qualidades do azeite

Antes dos benefícios, será importante enumerar os compostos que fazem do óleo da azeitona, um alimento essencial para a alimentação da longevidade, que é:

  • Rico em ácidos gordos monosaturados, entre eles o ácido oléico que representa entre 55 e 83% dos ácidos gordos totais;
  • Abundante em compostos fenólicos, entre os quais oleocantal, tirosol, hidroxitirosol e oleuropeína , principalmente se falarmos do azeite extra-virgem e virgem.

O que significa isso em termos de benefícios para a saúde?

Parafraseando Daniel Martins da Quinta da Serrinha, “a alimentação é a nossa primeira farmácia”. Estes são os benefícios associados geralmente ao consumo de azeite.

1. Proteção do coração e de todo o sistema cardiovascular

“É extremamente rico em antioxidantes e de preferência, deve ser consumido cru”, como nos diz Daniel. Os compostos fenólicos concentrados nas versões virgens do azeite diminuem os efeitos de oxidação dos lípidos e do LDL (mau colesterol); aumentam o HDL (bom colesterol); diminuem a tensão sanguínea; e regulam a expressão dos genes responsáveis pela aterosclerose.

2. Diminuição significativa do risco de AVC

Um estudo observou que, em pessoas idosas, o consumo regular de azeite pode diminuir em cerca de 41% as hipóteses de vir a sofrer de acidente vascular cerebral.

3. Consumo de gorduras saturadas contribui para o bem-estar

Apesar da falta de provas suficientes que suportem esta teoria, tem-se sugerido que o consumo de azeite aumenta a ligação do neurotransmissor serotonina aos receptores no cérebro, diminuindo os estados depressivos e melhorando o humor.

4. Prevenção do cancro da mama

Estudos em modelos não humanos sugerem que o azeite e seus compostos podem ser capazes de estimular a morte celular tumoral e proteger de danos no ADN.

5. Prevenção de Alzheimer

O óleo cantal tem características comprovadamente redutoras do risco de Alzheimer. Os mecanismos têm vindo a ser estudados desde 2013.

Outras utilizações do azeite

Como produto versátil que é, o azeite aplica-se atualmente na indústria farmacêutica, química e cosmética. Várias multinacionais – inclusive empresas pequenas de cosmética artesanal e biológica – incluem-no como componente essencial para sabonetes, gel, cremes, bálsamos labiais e esfoliantes.

azeite quinta da serrinhaFonte: Quinta da Serrinha, Alfândega da Fé

Como escolher o azeite

O mais saudável é, sem dúvida, o azeite extra-virgem. De acidez mais baixa, não contém óleo refinado e é consideravelmente mais rico em antioxidantes, com todas as vantagens de saúde que nos oferecem.

Aconselhamos também a que opte por azeite de produção biológica e nacional. Desta forma, estará a evitar a exposição do seu corpo (e da sua família) a resíduos de pesticidas e herbicidas, utilizados na agricultura industrial. Além disso, estará a votar com a sua carteira numa agricultura que tem como filosofia a proteção dos solos e da biodiversidade.

Sugerimos a que experimente os DOP – denominação de origem protegida – para que conheça os diferentes aromas que cada região tem para oferecer.

Veja também:

André da Silva André da Silva

Agricultor biológico da Horta do Pombal
Licenciado em Microbiologia pela Universidade Católica Portuguesa
Fundador da Bio em Casa
Criador do projecto Saco pa-pão
Músico dos be-dom
Ecologista, vegetariano e curioso