Bicos dos injetores do motor do carro: o que precisa de saber

Os bicos dos injetores são componentes fundamentais no rendimento do motor do carro.

Bicos dos injetores do motor do carro: o que precisa de saber
Têm uma função fundamental para o bom funcionamento do carro

Os bicos dos injetores, denominação vulgarmente usada para descrever as válvulas de injeção, têm uma função fundamental para o bom funcionamento do seu carro, nomeadamente para o motor do veículo. Como tal, é importante que se encontrem em bom estado.

No entanto, a necessidade de se proceder à limpeza dos bicos dos injetores é uma questão que não gera consensos. Saiba tudo sobre os bicos dos injetores.

Para quem servem os bicos dos injetores?

É um componente de extrema precisão do sistema de alimentação do motor. Os bicos dos injetores — que são válvulas eletromagnéticas — têm a função de pulverizar o combustível no coletor de admissão ou diretamente na câmara de combustão, a fim de garantir a perfeita formação da mistura ar/combustível necessária para que ocorra a combustão.

A combustão deve ser o mais completa possível, para que os gases não contaminem o ar. Quanto melhor for a pulverização, maior será o rendimento do motor e, consequentemente, mais economia de combustível e menor emissão de gases poluentes. Consideram-se componentes de extrema precisão porque doseiam o combustível de acordo com a necessidade do motor, desde a marcha lenta até à potência máxima.

Existem dois tipos de bicos injetores: nos sistemas de injeção eletrónica multiponto, cada cilindro possui um bico injetor, enquanto nos sistemas monoponto, utilizado nos veículos mais antigos, é montado um único bico injetor. Por força das mais recentes exigências ambientais (imposições legais), praticamente só existem sistemas de injeção eletrónica multiponto.

Limpeza e manutenção dos bicos dos injetores

Não é consensual a temática relativa à limpeza regular ou não dos bicos dos injetores. Segundo a maioria dos manuais dos carros e os fabricantes de bicos dos injetores, não há necessidade de limpeza preventiva dos mesmos, ou seja, a limpeza não consta do plano de manutenção preventiva programada.

Assim, a recomendação é que o funcionamento dos injetores seja verificado nas revisões programadas pelo fabricante do automóvel (deteção em aparelhos específicos). Só em caso de alguma anomalia na verificação é que se deve proceder à limpeza dos bicos dos injetores.

No entanto, como em qualquer outro componente, há casos e casos, e o condutor deve estar atento a sinais que possam indicar que os bicos dos injetores acumularam sujidade, tais como: funcionamento irregular do motor, consumo elevado de combustível, falhas na aceleração, perda de potência ou dificuldades de arranque a frio.

Nestes casos, mas somente após diagnóstico completo com aparelhos específicos, pode-se recomendar a limpeza. Também a mudança dos bicos só é necessária caso haja uma anomalia, detetada em aparelho específico, irreparável com a simples limpeza.

Veja também: