Publicidade:

Binário do motor: o que é e para que serve

Já ouviu falar do binário do motor mas não tem noção do que se trata? Descubra aqui o que é e aprenda a otimizar um carro em função disso.

Binário do motor: o que é e para que serve
Tudo o que precisa de saber

Para muitos é uma conceção estranha e, ao mesmo tempo, familiar. Muitos já ouviram falar do binário do motor, mas poucos conseguem precisar o que é e para que serve.

Portanto, de forma a tentar esclarecer esta noção, que pode ser um grande quebra-cabeças, vamos tentar explicar da forma mais simples possível, com o objetivo de ensinar a otimizar o motor do seu carro, permitindo-lhe obter a maior potência possível.

O que é o binário do motor?

O binário do motor representa a força do mesmo. Porém, esta não é a mesma em todas as rotações. Assim, só a uma determinada rotação irá atingir a potência máxima do seu motor.

Um carro necessita não só de força, mas também de potência. A primeira, que está relacionada com o binário, irá ajudar a “puxar” o carro, enquanto a segunda permitirá atingir velocidades maiores. A fim de atingir mais quilómetros por hora (km/h), é necessário usar mais o binário – a força do veículo. Porém, à medida que a velocidade aumenta, este deixa de ser tão necessário, uma vez que o carro está “embalado”.

Para que serve o binário do motor?

De forma a consumir menos combustível, é importante que a força máxima seja atingida a rotações mais baixas. Assim, o veículo desenvolve mais depressa, tem maior capacidade de acelerar e desenvolver, correndo menos riscos e gastando menos.

A título de exemplo, um veículo pesado, deve ter mais força sem exigir grande esforço do motor, para poder vencer subidas acentuadas. Já um carro de fórmula 1 necessita mais de potência do que de força, uma vez que circula a velocidades altíssimas durante grande parte da prova.

Finalmente, para um veículo tradicional ser bom – aquele de uso do dia-a-dia – este deve ter um bom equilíbrio entre os dois fatores (binário do motor e potência). O objetivo passa por serem práticos nas manobras recorrentes, como a ultrapassagem e a aceleração, gastando pouco combustível e, ao mesmo tempo, ter um bom desempenho na apelidada velocidade de cruzeiro (aquela que é atingida em estradas nacionais fora das localidades, auto-estradas e vias equiparadas).

Como calcular a potência?

Para calcular a potência de um carro, é necessário um conhecimento não só de mecânico, mas também de matemática. E, obviamente, o binário do motor, está incluído nessa operação, bem como as rotações por minuto.

Resumidamente, a potência de um veículo é igual a duas vezes o pi vezes o binário, que é medido em N.W. vezes o número de rotações por minutos a dividir por 60.

Veja também:

Também lhe pode interessar: