Bitcoin: o que é?

Conheça a Bitcoin, a moeda virtual mais falada do mundo, que começa a ganhar terreno também no mercado português. 

Saiba como funciona e fique a par das suas vantagens e desvantagens.

Bitcoin: o que é?
Já ouviu falar da nova moeda virtual? Dizemos-lhe tudo o que precisa saber

Criada em 2009, por Satoshi Nakamoto, a Bitcoin trata-se de uma moeda virtual descentralizada e livre, não sendo regulada por qualquer banco central. Assente no sistema peer-to-peer (P2P), o mercado Bitcoin caracteriza-se pelo total controlo das moedas e das suas transações, por parte dos utilizadores.
 
Com uma utilização inicial pouco significativa, o verdadeiro crescimento da Bitcoin deu-se em 2013, altura em que o seu valor subiu de forma exponencial. Actualmente, além de poder ser utilizada em compras online, a Bitcoin é já utilizada em diversas lojas físicas, o que veio contribuir largamente para o aumento da sua popularidade.
 

Como funciona?

Para entrar no mercado Bitcoin, basta aceder ao site oficial e descarregar o software que permite iniciar as transações. A partir daí, poderá obter Bitcoins comprando a moeda em sites especializados, ou tornando-se num “mineiro” de Bitcoins.
 

Obter uma carteira

A carteira de Bitcoins poderá ser obtida online (em sites como Coinbase e MyWallet) ou através da instalação de um software, disponível no portal oficial da Bitcoin. Uma vez criada a carteira, é gerado o endereço Bitcoin, que estará apto para iniciar as transacções. 
 

Obter Bitcoins

Para começar a ter Bitcoins na sua carteira, existem duas formas: 
comprar as moedas em sites especializados (como os portugueses BTC e Loja Bitcoin), ou através do “mining” ou “extracção mineira”. Qualquer possuidor de carteiras de Bitcoins poderá apostar no “mining”, deixando o seu computador a processar informação matemática, com o objectivo de melhorar o sistema de Bitcoins. Por um determinado volume de informação processada, o “mineiro” é pago em Bitcoins. 
 

Vantagens

O acesso às Bitcoins pode ser feito a partir de qualquer lugar, desde que exista ligação à Internet, sendo todas as transacções realizadas online.
Qualquer possuidor de carteira de Bitcoins poderá ser um “mineiro” e obter as suas próprias moedas.
Uma das grandes mais-valias desta moeda virtual passa pelas taxas, que tendem a ser muito baixas ou quase inexistentes.
A Bitcoin pode ser enviada, de forma instantânea e livre de regras ou limites, para qualquer empresa ou privado que possua uma conta Bitcoin.
 

Desvantagens

A instabilidade da Bitcoin é a principal desvantagem apontada. A cotação continua a ser bastante imprevisível, podendo, no espaço de 24 horas, perder ou aumentar metade do seu valor. 
 
Não sendo reconhecida por qualquer entidade oficial, a Bitcoin está mais vulnerável a diversas flutuações, que comprometem o seu valor.
 
Outro factor de desconfiança passa pela segurança do sistema, já que o crescimento exponencial que a moeda registou em 2013 fez disparar o número de ataques de hackers, destabilizando a sua popularidade e, consequentemente, a cotação. 
 

A Bitcoin em Portugal 

Em Portugal, embora a Bitcoin ainda seja alvo de desconfiança e de algum desconhecimento, são várias as empresas que já aderiram a este sistema, incorporando a Bitcoin nas suas modalidades de pagamento. Ainda que se trate de uma comunidade relativamente pequena, o número de utilizadores portugueses, inseridos no mercado Bitcoin, tem vindo a aumentar, especialmente desde 2013. No portal da Bitcoin-Portugal, os utilizadores portugueses poderão ter acesso a todas as informações relativas à moeda virtual mais popular do mundo.
 
Veja também: