Bolo de casamento: congelar ou não?

Descubra se esta tradição tem a ver consigo e saiba que cuidados deve ter para congelar o seu bolo de casamento em segurança.

Bolo de casamento: congelar ou não?
Saiba como conservar o bolo de casamento

Diz a tradição que os noivos devem congelar o bolo de casamento e comê-lo um ano depois. Se tem dúvidas em seguir ou não este costume, leia este artigo. Vamos explicar-lhe o seu real significado e dar-lhe as melhores dicas de conservação para não ter receios de sofrer uma intoxicação alimentar.

De onde vem a tradição de congelar o bolo de casamento?


Já por si, e no âmbito da festa de casamento, o bolo dos noivos (como também é chamado) representa a prosperidade, abundância e fertilidade na vida futura do casal.

Mas mais do que isso, a partir do século XIX, estendeu-se a todos os casamentos a tradição de guardar a camada superior do bolo, numa altura em que surgiu a moda dos bolos com várias camadas.

bolo de casamentoFonte da imagem: Aguiam Wedding Photography

O intuito era guardá-la para a servir no batizado do primeiro filho, sensivelmente um ano após o enlace, já que era comum o casal procriar logo a seguir ao casamento.

Hoje em dia, este propósito já não faz sentido, pois os casais geralmente têm filhos mais tarde. Por isso, e apesar se ter mantido a tradição, tudo passou a ter um novo significado.

Com efeito, acredita-se que a partilha do bolo no primeiro aniversário de casamento traz mais sorte para a vida do casal, como símbolo do amor e da felicidade. Para além disso, acaba por ser mais uma celebração da união, um momento em que marido e mulher poderão reviver a felicidade e a alegria do seu grande dia.

Qual a melhor forma de o conservar?


Apesar desta prática ser comum entre inúmeros casais, há quem receie fazê-la por medo do bolo se estragar. No entanto, se seguir alguns cuidados no processo, não deverá ter problemas. Tenha em conta o seguinte.

bolo de noivosFonte da imagem: Diana Nobre Fotografia

1. Como é que o bolo foi confecionado?

Esta deverá ser a primeira pergunta a ser feita. Aliás, o ideal será comunicar a sua intenção de congelar o bolo previamente ao responsável pela sua elaboração, para que este possa escolher os melhores ingredientes e tomar as devidas precauções de higiene e segurança alimentar.

Como sabe, antes de ser levado para o congelador, o bolo irá ficar exposto no dia do casamento, seja ao ar livre ou no espaço interior da festa. Por isso, se já inicialmente foi confecionado em condições pouco higiénicas, por exemplo, a proliferação de bactérias só vai piorar durante o casamento. Tal não acontecerá se escolher um fornecedor certificado que, para além de fazer do seu bolo uma verdadeira obra de arte, cumpra todas as regras.

Entretanto, a composição do bolo e as diferentes coberturas que forem utilizadas também farão toda a diferença enquanto garantia da melhor conservação. Por exemplo, os bolos de frutas embebidos em álcool e misturados com açúcar aguentam melhor sem refrigeração, pois a mistura acaba por ser um conservante natural.

Também os bolos com fondant ou confecionados com coalhadas de citrinos preservam-se melhor do que os outros. No entanto, a maioria dos bolos de hoje em dia – devido à utilização de lacticínios e ovos – têm de ser imperativamente congelados o mais rapidamente possível, para conseguirem durar um ano sem deterioração.

conservar bolo casamentoFonte da imagem: It’s All About

2. Como é que o bolo foi servido?

Outra das grandes questões que irá influenciar a conservação do bolo de casamento está relacionada com a exposição a que ele será sujeito durante o dia do evento, bem como o modo de transporte até ao local.

Se, por exemplo, o bolo esteve mais de oito horas ao sol antes de ser congelado, estará a arriscar a contaminação e nenhuma congelação será fria o suficiente para matar todas as bactérias que o invadiram.

Já se o casamento decorrer num local com catering próprio, em que o bolo sai diretamente da cozinha para a sala, a contaminação extra durante a cerimónia e a festa será menos provável e congelar o bolo de casamento durante um ano será, certamente, mais seguro.

3. Cuidados com a forma de embalar e armazenar o bolo

Já percebeu que os bolos são bons candidatos ao congelamento se a contaminação for bem controlada antes do procedimento. Por isso, se o seu bolo de casamento for bem embalado vai ficar completamente protegido.

Instruções para congelar o bolo de casamento:

1. Remova a parte que quer guardar do bolo e coloque-o dentro de um recipiente. Coloque-o diretamente no congelador durante 1 ou 2 horas;

2. Retire o bolo do recipiente e envolva-o com película aderente, assegurando-se de que não ficam áreas expostas;

3. De seguida, envolva-o com duas camadas de folha de alumínio. Cubra todos os lados para não deixar que o bolo queime com o frio;

4. Coloque-o numa caixa adequada, para impedir que se danifique. Embrulhe-a também com película aderente, para selá-la completamente;

5. Coloque o bolo numa área segura do congelador, onde os outros itens não poderão danificar a caixa.

Atenção: pode comer o bolo de casamento após um ano, mas não estique mais o prazo. As memórias do casamento duram para sempre, mas o bolo não!

cortar bolo casamentoFonte da imagem: It’s All About

4. Como é que vai servir o bolo no primeiro aniversário?

Quando passar um ano, e um ou dois dias antes do aniversário, coloque o bolo no frigorífico, ainda embrulhado. Depois de descongelado, tire-o do congelador e deixe-o à temperatura ambiente (ainda embrulhado) até descongelar totalmente e poder, finalmente, saboreá-lo a dois. Assim não vai ter problemas!

Ainda assim, não quer congelar?

Se mesmo com todos estes cuidados este procedimento de congelar o bolo de casamento não lhe inspirar confiança, mas até lhe agrada a ideia de poder reviver as emoções do grande dia um ano depois, peça ao profissional que preparou o seu bolo para fazer uma pequena réplica no seu primeiro aniversário. Assim poderá reviver a emoção sem tremer a cada garfada!

Veja também: