Botox: tudo o que sempre quis saber

A utilização de botox está cada vez mais generalizada. Saiba quais as suas aplicações e perigos associados.

Botox: tudo o que sempre quis saber
Respondemos às dúvidas mais frequentes

Certamente que todos já ouvimos que esta ou aquela estrela de cinema colocou botox no rosto para disfarçar as rugas de expressão ou mesmo rugas de envelhecimento. A verdade é que este tratamento, inicialmente acessível praticamente apenas a celebridades, tem vindo a ganhar popularidade e a ser utilizado por um crescente número de pessoas.

Perante as dúvidas que persistem sobre o tema, damos a conhecer mais sobre este tratamento estético.

Botox: resposta às dúvidas mais frequentes

O que é?

Na verdade, botox é o nome da marca mais utilizada da neurotoxina botulínica injetada na pele dos pacientes. O que esta neurotoxina faz é bloquear a transmissão do impulso nervoso nos músculos especificamente selecionados e, desta forma, levar ao “relaxamento” destes músculos. Como efeito secundário, dá-se a eliminação das rugas.

Que aplicações tem?

O botox é aplicado maioritariamente por questões estéticas, para redução das rugas ou preenchimento dos lábios.

Contudo, pode também ser utilizado tratar um problema de saúde bem conhecido por muitas pessoas: a hiperidrose, isto é, o suor excessivo. Isto acontece porque a toxina botulínica bloqueia o impulso nervoso que é levado às glândulas sudoríparas, impedindo, assim, a sudação em excesso, especialmente nas axilas, face, mãos e pés.

Em que locais do corpo se pode aplicar?

A aplicação de botox é indicada sobretudo para a face, especialmente para rugas de expressão como as rugas frontais da testa, entre sobrancelhas, periorbitais (os famosos ’pés-de-galinha’), infraorbitais (por baixo dos olhos) ou ainda na depressão do lábio.

Além disso, algumas pessoas recorrem ao botox para ganhar algum volume nos lábios, preenchendo-os com esta substância.

Nos casos de tratamento de hiperidrose, o botox é injetado nas axilas, rosto, mãos e pés.

Que cuidados requer?

Após a aplicação do botox, podem ocorrer pequenas nódoas negras e algum inchaço provisório. Por norma, cerca de 3 a 5 dias depois, a pele já está totalmente recuperada. É raro haver uma reação alérgica, mas não está totalmente excluída esta possibilidade, pelo que as quantidades injetadas não devem ser elevadas.

Se estiver grávida ou a amamentar, deve também evitar o tratamento à base de botox, apesar de não estarem provados efeitos indesejáveis neste segmento de pessoas.

Além disso, os resultados não são permanentes. É necessário voltar a colocar botox cerca de 3 meses após o tratamento anterior.

Quanto custa?

Os preços variam de clínica para clínica e de tratamento para tratamento, mas uma sessão de colocação de botox não deverá ficar por muito menos de 250€.

Veja também: