Plano de Saúde Medicare

Gratuito durante 6 meses!

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt

Saber mais

BPA free: o que é e como evitar

O Bisfenol-A está presente em extratos bancários, computadores, eletrodomésticos, latas de bebidas e em plásticos do dia a dia. O problema: é nocivo à saúde.

BPA free: o que é e como evitar
Conheça a importância desta frase

Talvez ainda não tenha ouvido falar sobre o Bisfenol-A, um composto bastante utilizado na confeção de resinas e plásticos que usamos em incontáveis objetos do dia a dia. Apesar de proibido em países como Dinamarca, Canadá e Costa Rica, e ainda em parte dos Estados Unidos, em Portugal ainda é possível ter de lidar com ele... E nem dar conta. Por isso, sabe qual é a importância da frase BPA free durante as suas compras?

Mesmo que não tenha familiaridade com o tema, é certo que já teve contacto com esta substância química, e a verdade é que este é um mal silencioso no mercado. São diversos os objetos que diariamente nos trazem este composto: desde o DVD que escolheu para o fim de semana, ao computador que utiliza para trabalhar, passando ainda pelas latas que guardam as nossas bebidas e comidas, pelos biberons que oferecemos aos bebés, pelos brinquedos das crianças e até pelos talheres plásticos que levamos ao picnic. Até os comprovativos e extratos bancários contêm pequenas quantidades nocivas de BPA.
 


Qual o mal que o BPA pode provocar à saúde?

Se pensar nos produtos que listamos acima, é provável que veja cada um deles como inofensivo. A realidade é diferente e é preciso repensar o consumo de marcas que apresentam BPA na composição dos seus produtos. 

Altamente nocivo à saúde, é sabido que alguns dos seus efeitos é alterar o funcionamento das hormonas da tiroide, multiplicar as células de gordura e modificar a produção de insulina pelo pâncreas. Todos estes efeitos colaterais foram observados a partir do baixo consumo, em doses muito pequenas, bastante inferiores às que são consideradas seguras para a ingestão diária. 
 


Saiba mais sobre os risco do BPA

A presença do BPA no nosso dia a dia tem sido alvo de grandes debates e as conclusões mostram que a substância química, classificada como xenoestrogénio, é capaz de confundir a alterar a forma como os recetores celulares se comportam no organismo. Isto faz com que o BPA seja considerado um disruptor endócrino.

Em resumo, para que possa entender melhor, o composto químico modifica e desequilibra o sistema hormonal, podendo provocar cancro da mama e da próstata, tumores nos órgãos ligados à reprodução, aborto, diabetes, infertilidade em homens e mulheres, endometriose, gestação ectópica, fibromas uterinos, hiperatividade, deficit de atenção, deficit motor, deficit de memória visual, obesidade, síndrome dos ovários policísticos, doenças cardíacas e prematuridade sexual. 
 


Como podemos ser contaminados com o BPA?

Regra geral, acontece através da ingestão. Isto pode acontecer porque o BPA se liberta do plástico ou da resina presente no interior das latas, no caso dos embutidos, e acaba por contaminar o alimento. As crianças são mais frágeis face aos perigos do BPA, pelo que devemos tê-las em grande atenção. Brinquedos, biberons e chupetas que não apresentem a frase “BPA free” na embalagem devem ser excluídos do dia a dia dos mais pequenos.

Investigações mostraram que o BPA também é libertado através dos processos de reciclagem do papel, por isso é aconselhado que extratos bancários sejam dispensados no lixo comum, a fim de evitar que contaminem outros papéis durante o processo. No caso dos papéis, a contaminação acontece através do contacto com a pele.
 


Como evitar o BPA?

  • Vai comprar plásticos? Tenha atenção à embalagem: os símbolos de reciclagem 7 (PC) e 3 (PVC) indicam que podem conter BPA na composição. Escolha, sempre que possível, consumir produtos apresentados em recipientes de vidro.
  • Para os bebés, compre sempre utensílios em vidro ou que indiquem que são BPA free. 
  • Nunca aqueça no microondas ou leve ao congelador alimentos e bebidas embalados em plástico. O BPA descola-se com mais facilidade quando é resfriado ou aquecido. 
  • Deite ao lixo todo e qualquer utensílio feito em plástico que esteja danificado. 
  • Para lavar os seus plásticos, nunca utilize a máquina de lavar louça, esponjas de aço ou detergentes fortes. 
  • Para guardar bebidas e alimentos, escolha recipientes em vidro, aço inoxidável ou louça. 
  • Evite os enlatados.
  • No multibanco, consulte o saldo e os movimentos da conta através das versões digitais. Não imprima comprovativos e extratos. 

Veja também: