Bronquite aguda: causas, sintomas e tratamento

A bronquite aguda consiste numa inflamação generalizada dos brônquios associada a uma infeção respiratória.

Bronquite aguda: causas, sintomas e tratamento
Tem uma duração de cerca de 10 dias

A bronquite aguda é uma das muitas formas de bronquite. A sua especificidade é que ela consiste numa inflamação da árvore brônquica. E o que é a árvore brônquica? São os brônquios e respetivos tubos respiratórios que levam o ar para os pulmões. Ao ficarem inflamados, os tubos incham e produzem muco, o que torna a respiração muito mais difícil.

Ao contrario da bronquite crónica, que pode durar várias semanas, a bronquite aguda geralmente dura menos de 10 dias. Contudo, existem situaçoes em que a tosse pode permanecer por várias semanas.


Causas da bronquite aguda

Esta não é propriamente uma causa, mas mais uma predisposição. É mais comum que se desenvolva a bronquite aguda durante os meses de inverno uma vez que a mesma é geralmente causada por viroses como:

  • Adenovirus
  • Virus influenza (gripe)
  • Coronavirus
  • Rinovirus

Além dos vírus, existem também algumas bactérias que podem ser as responsáveis pelo desenvolvimento da bronquite aguda:

  • Chlamydia pneumoniae
  • Bordetella pertussis
  • Mycoplasma pneumoniae

Uma nota importante é que, apesar da bronquite propriamente dita não ser contagiosa, as viroses que a causam são, e num grau muito elavado. Se uma pessoa saudável respirar o ar contaminado pelos vírus ou bactérias, tem grandes probabilidades de vir a ser contaminado com a doença.

O mesmo acontece se tocarmos nas superfícies que contenham o vírus.

 

Sintomas da bronquite aguda

Os principais sintomas associados à bronquite aguda são os seguintes:

  • Tosse, que pode durar várias semanas ou meses;
  • Desconforto na zona do peito ao tossir ou respirar;
  • Muco purulento nas vias respiratórias;
  • Febre (em alguns casos);
  • Dificuldade em respirar;
  • Sibilar no peito;
  • Dor de garganta.

Nota: cada pessoa reage à bronquite aguda de forma diferente, pelo que deve sempre consultar o seu médico para um diagnóstico mais preciso.

 

Diagnóstico

O diagnóstico da bronquite aguda pode ser realizado mediante o apoio de diferentes técnicas e instrumentos:

  • Auscultação do tórax, onde se procuram alterações na respiração e nos pulmões e brônquios;
  • Raio-x ao tórax, para verificar a opacidade dos pulmões;
  • Exame ao muco desenvolvido, este último sobretudo para ajudar na indicação do tratamento mais adequado a levar a cabo;
  • Em casos raros, pode ainda ser requerido um exame ao sangue para descartar a presença de vírus na corrente sanguínea.
 

Tratamento

A boa notícia é que na maior parte dos casos, a bronquite aguda acaba por desaparecer por si, cerca de uma semana após se instalar.

Nestes casos, em termos de medicação basta um produto de alívio da tosse e de eventuais dores, pois um antibiótico não traz benefícios para o caso.

No caso de existir um vírus ou bactéria, aí já será necessário recorrer ao antibiótico e até a broncodilatadores e mucolíticos.

Veja também: