Saiba como funcionam as burlas com pagamentos por multibanco

O número de queixas relacionadas com esquemas de burlas com pagamentos por multibanco tem aumentado. Saiba como se deve proteger para não ser afetado.

Saiba como funcionam as burlas com pagamentos por multibanco
Procure obter o máximo de informação possível

As reclamações relacionadas com um novo esquema de burlas com pagamentos nos multibancos aumentam às centenas de dia para dia.

Como funcionam as burlas com pagamentos por multibanco?

À medida que o comércio online se vai tornando cada vez mais popular, as instituições de processamento de pagamentos têm vindo a desenvolver as suas plataformas de forma a tornar o processo mais simples para clientes e comerciantes. Infelizmente, e de forma inadvertida, por vezes também facilitam a vida a quem procura formas de enganar os menos informados.

A entidade e referência multibanco é um dos métodos de pagamento padrão nas lojas online e, geralmente, até é um dos que suscita menos desconfiança. Mas em função da forma como este serviço é disponibilizado, é a partir dele que surgem as vulnerabilidades que têm colocado os consumidores em risco.

Sobre a entidade e referência multibanco

Muitas vezes, quando fazemos uma compra através deste método, os dados de pagamento são fornecidos por instituições de pagamento.

Estas empresas providenciam a logística ao comerciante, incluindo os dados para pagamento propriamente ditos, os clientes pagam, o dinheiro dá entrada na conta bancária da instituição de pagamento, o comerciante recebe o dinheiro na sua conta de cliente da instituição de pagamento, e por fim transfere para a sua conta bancária com a contrapartida de pagar uma comissão pelo serviço.

Mas nem todos os comerciantes são empresas. Qualquer pessoa comum, bem ou mal intencionada, pode recorrer a estas empresas, ocultando assim os seus dados pessoais.

Mais ainda, como se pode confirmar com uma rápida pesquisa na internet, as reclamações que são dirigidas às instituições de pagamento são muitas vezes respondidas de forma pouco prestável. Do ponto de vista legal, estas empresas invocam estarem obrigadas a proteger a identidade dos seus clientes, obrigando os lesados a solicitar apoio das autoridades policiais.

Como se proteger das burlas com pagamentos nos multibancos

Tenha especial cuidado com páginas do Facebook. Utilize o Google e pesquise os supostos dados do comerciante, para perceber se está a comunicar com uma empresa ou uma pessoa. Desconfie de negócios que parecem bons demais para ser verdade.

Proceda com especial cautela se lhe fornecerem alguma destas entidades:

  • 11249
  • 11893
  • 10241
  • 10611

Solicite outros meios de pagamento para finalizar a compra. O Paypal em particular, sistema de pagamento que, curiosamente, é muitas vezes visto com desconfiança, é bastante diligente na proteção dos compradores.

Agora que sabe como se proteger das burlas com pagamentos nos multibancos, não desista das compras online. Estar informado é a melhor forma de combater a fraude.

Veja também:

Nuno Vasques Cambra Nuno Vasques Cambra

Licenciado em Cinema e Audiovisual, aprofunda agora conhecimentos de Marketing Digital. Apaixonado pelo humor e pela escrita, desenvolve conteúdos para diferentes plataformas e trabalha como escritor freelancer.