E se descobrisse que tem peças de valor em sua casa?

Tem uma peça em casa que quer vender e não sabe o seu real valor? A P55 trata de tudo. Avalia, protege e vende a sua peça pelo melhor valor. Só tem que preencher o formulário e enviar uma fotografia da peça ou peças que quer vender. Será contactado no prazo máximo de 48 horas.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar pedido de avaliação
(*) Campo opcional

10 cadeiras com design mais irreverente (uma é portuguesa)

Gosta de comprar de vez em quando uma peça que se destaque da restante decoração? Então, aqui ficam alguns projetos de design das cadeiras mais elegantes.

10 cadeiras com design mais irreverente (uma é portuguesa)
Peças de design que são autênticos objetos críticos

Quando nos referimos ao design das cadeiras mais elegantes, fazemos referencia à sua capacidade de aliar forma e função, ou seja, à capacidade de adequar uma estrutura e uma aparência visual à sua principal função ou funções e vice-versa. Este exercício de aliar a estética à ética, digamos assim, pode parecer um processo simples, mas não é de todo simplista.
 
Exige não só uma elevada capacidade de conceptualização e de teorização – de pensamento crítico e criativo, de domínio de um conjunto de referências e de aproximação ao Outro -, mas também a capacidade para operacionalizar esse conhecimento num produto. A disponibilidade e performance de novos materiais e tecnologias potenciam todas estas competências, a constante inovação e a mudança de hábitos.
 
Na nossa opinião, os projetos de design das cadeiras mais elegantes que aqui apresentamos espelham, cada um à sua maneira, todas estas preocupações e visam tornar o nosso dia-a-dia cada vez mais funcional, prático e, por que não dizer, mais alegre, bonito.
  

Projetos de design das cadeiras mais elegantes 



Cadeira “Inception” (2012), da autoria de Vivian Chiu

inception

Esta famosa cadeira foi projetada para ser produzida de forma sustentável, pois é feita à base de restos de madeira. Não conseguimos deixar de pensar nas bonecas russas, mas de qualquer forma é bastante escultural e uma belíssima peça de design;
 


Cadeira “Anti-crise”, da autoria do designer português Pedro Gomes

crise

Esta irreverente cadeira é um verdadeiro statement. É ao mesmo tempo uma cadeira e um mealheiro. Palavras para quê?
 


Cadeira “Bag”, da autoria de Stevan Djurovic

bag

Uma cadeira em madeira que se transforma numa mala. A sua portabilidade torna-a na cadeira ideal para qualquer actividade ao ar livre - ler um livro ou desenhar no parque;
 


Cadeira “Vi”, da autoria de Radek Nowakowski

vi

De design simples, elegante e ergonómico, esta cadeira parece ser bastante confortável. Foi ainda projetada para ser de fácil armazenamento;
 


Cadeira “Ample”, da autoria de Pranab P. Kumar

ample

Esta peça de design prima por ser diferenciadora das demais cadeiras aqui referidas, não só em termos do desenho da peça propriamente dito, mas também ao nível dos materiais utilizados;
 


Cadeira “Nobu”, da autoria de Rasmus Warberg

nobu

Cadeira de balanço, muito distinta das tradicionais. Em madeira e tubular de metal, esta cadeira tem um design simples que a faz parecer muito leve;
 


Cadeira “P-11”, da autoria de Maxim Scherbakov

p11

Em madeira e tubular, o design de linhas geométricas é muito elegante;
 


Cadeira “Tube”, da autoria de Oleksandr Shestakovych

tube

Com um sistema de encaixe muito semelhante à “Inception”, o design desta cadeira é pensado a partir de um jogo de escalas da tubular que habitualmente estrutura uma cadeira;
 


Cadeira “KerF”, da autoria de Boris Goldberg

kerf

Em madeira de bétula, a técnica de ‘kerfing’ confere integridade estrutural à cadeira;
 


Cadeira “D1”, da autoria de Artemis Tsantekidou

d1

Os materiais utilizados nesta cadeira de balanço - madeira, com apoio de cintos elásticos – conferem-lhe um aspecto bastante confortável.
 
 

Está interessado em vender as cadeiras que tem em casa?

A P55, a plataforma de bens de luxo em segunda mão, está disponível para avaliar as suas cadeiras e para negociá-las pessoalmente consigo.
 
O processo de venda inicia-se com um pedido de avaliação. Para o fazer pode:
  • Levar as cadeiras à loja, sendo que deve marcar esta visita previamente;
  • Aceder ao site da loja e preencher um formulário com dados pessoais básicos e fazer o upload de algumas imagens das cadeiras que pretende vender;
  • Pode ainda solicitar a deslocação de uma equipa de peritos a sua casa.
 
Feito o pedido de avaliação, a P55 responder-lhe-á no prazo de dois dias úteis e, no caso de haver interesse, prevê um período de venda estimado de 30 dias após consignação. Visite a loja física ou a loja online da P55!

Veja também: