Publicidade:

10 cães de raça pequena que vai querer conhecer

Se já é dono ou se está a pensar adotar um novo amigo de quatro patas, fique a conhecer 10 cães de raça pequena e algumas das suas características.

10 cães de raça pequena que vai querer conhecer
Os amigos de quatro patas de pequeno porte

Cães de raça pequena são sobretudo pretendidos como animais de companhia. Têm um tamanho mais apropriado para estar dentro de casas e apartamentos. Mas sabia que este tipo de animal era (e ainda pode ser) criado para funções ligadas à caça e ao pastoreio?

Sendo de pequeno porte, conseguem entrar em tocas de animais como texugos e lebres, durante a caça. E podem ajudar também os criadores de gado a guiar as manadas, ao morderem as patas das vacas, por exemplo, para as obrigarem a andar. A família Terrier é provavelmente a mais conhecida e diversa.

Um cão de raça pequena costuma ter uma esperança média de vida de 15 anos, e a altura média não costuma ultrapassar os 50cm.

10 cães de raça pequena

1. Caniche

ALT caniche

A origem dos caniches data ao século XVI, em França. São sobretudo encarados como cães de companhia, mas já foram muito pretendidos como cães de caça para aves aquáticas. Apesar de poderem alcançar diferentes tamanhos, não passam os 60cm de altura. A esperança média de vida de um caniche é de 15 anos.

A característica física mais notória é o pelo fofo, muitas vezes aparado com propósitos estéticos. São considerados uma raça muito inteligente e sensível, leais e que reagem mal à solidão.

2. Chihuahua

ALT chihuahua

Os chihuahuas são os cães de raça pequena de origem mexicana, muito pequenos. O peso médio de um Chihuahua não ultrapassa os 3kg. A origem na América Central atribui-se a um antepassado, o Techichi, que vivia de forma selvagem e que foi domesticado pela civilização Tolteca, que habitava no território que hoje conhecemos como México.

É um animal energético e bastante protetor relativamente ao dono. Tem fama de ser pouco paciente, por isso deve ser habituado a todos os membros da família desde cedo. Apesar de se acomodar dentro de casa, o Chihuahua precisa de passear e gastar energia. Contudo, deve ter cuidado com as temperaturas mais baixas, com as quais o cão não lida bem.

3. Dachshund

ALT daschund

Os cães salsicha, os dachshund, têm origem na Alemanha, no século XIX, e a sua primeira utilidade foi a caça ao texugo. Aliás, é o que o nome significa, na língua germânica: cão texugo. Já deve ter visto dachshund de várias cores a variar entre os vermelhos, acastanhados e preto. Além de animais de companhia, em países como a Alemanha ou a Grã-Bretanha, são ainda usados como cães de caça.

É um cão brincalhão que se adapta à vida na cidade, mas não é fácil de treinar. É bastante afetuoso, mas tende a dar e a pedir a atenção de um só dono. São também conhecidos por serem bons cães de alerta.

4. Boston Terrier

ALT boston terrier

Sabia que a primeira utilidade do Boston Terrier era apanhar ratos? Com uma altura aproximada de 45 cm e esperança média de vida de 15 anos, como a maioria dos cães de raça pequena, este animal tem origem nos Estados Unidos da América. Resulta do cruzamento entre o Bulldog Inglês e o extinto English White Terrier.

É um cão alegre e afetuoso que tem normalmente uma excelente relação com crianças. Apesar de não ser a raça com a maior resistência física, precisa de algum treino físico e de socializar com outros cães.

5. Bulldog Francês

ALT bulldog frances

O Bulldog Francês, conhecido afetuosamente como Frenchie, tem de facto uma origem britânica, supostamente descendente dos buldogues ingleses enviados para França no século XVIII. Mas foi em França que foi adotado como animal de luta contra touros e mais tarde, como animal de companhia.

O seu pelo pode ter uma grande diversidade de cores, e são conhecidos por serem animais bastante cómicos. Ao mesmo tempo, precisam de muita atenção e não precisam de muito exercício, adaptando-se bastante bem a apartamentos. Sabia que ladram muito pouco?

6. Pug

ALT corgi

Muito populares hoje em dia, os Pugs são cães muito antigos, com origem na China, no século V A.C. Com uma esperança média de vida de 15 anos, os Pugs chegaram à Europa com os navegadores holandeses, durante o século XVI. Reza a lenda que um salvou a vida do Príncipe William II da Holanda, e a popularidade nas casas reais da Europa a partir daqui, definiu-o. A Rainha Vitória de Inglaterra chegou a ter 36 Pugs.

É um cão bem-disposto, afetuoso, que se apega muito ao dono. Apesar disso é bastante sociável, gosta de ser o centro das atenções e não lida bem com o facto de ficar sozinho em casa.

7. Jack Russell Terrier

ALT jack russell terrier

O Jack Russell sempre foi um cão conhecido como grande acompanhante na caça, sobretudo na caça à raposa. É um cão tipicamente britânico (daí vem o seu nome) e pode ser de cor branca, preta, castanha ou uma mistura destas cores. A sua estatura levou também a que fosse apreciado como cão de companhia.

É um cão afável e hiperativo, com muita energia e vontade de brincar. Por isso mesmo, precisa de passeios e de contacto com outros animais para que seja sociável. Precisa de estímulos físicos e psíquicos que contribuam para uma vida equilibrada dentro dos limites da casa em que vive.

8. Corgi

ALT corgi

Conhece estes cães de raça pequena como os acompanhantes da rainha Isabel II, de Inglaterra. De nome completo Pembroke Welsh Corgi, são conhecidos como cães pastores, por conduzirem ovelhas e gado bovino. A origem, no País de Gales, data do século X.

Devido às suas funções originais, os Corgi são cães destemidos e corajosos, inteligentes e bastante ativos. São dependentes dos seus donos, e devem ser habituados a conviver com estranhos e outros animais desde pequenos. Pode ser o guardião de uma casa, honrando a sua origem.

9. Schnauzer

ALT schnauzer

Com um ar bastante sábio graças aos bigodes prateados, esta raça de origem alemã existe em três variedades, dependendo do seu tamanho. Mesmo assim, o Schnauzer Gigante não ultrapassa os 70 cm de altura. A sua primeira utilidade tem uma fonte rural, como cão de guarda e caçador de ratos, mas também como acompanhante em viagens. Foram bastantes os Schnauser que ajudaram como auxiliares da Cruz Vermelha durante a I Guerra Mundial.

São cães extremamente leais, inteligentes e fáceis de treinar. São também corajosos e desconfiados, por isso é necessário que sejam sociabilizados com estranhos e outros animais. São cães que não gostam de chuva.

10. Yorkshire Terrier

ALT yorkshire terrier

Outro membro da família dos Terrier, os mais populares cães de raça pequena, o Yorkshire tem origem na Grã-Bretanha. O seu tamanho tão pequeno permitia que fossem usados para caçar ratos. Foi uma raça desenvolvida aquando da Revolução Industrial, no norte de Inglaterra, para caçar ratos nas minas.

Foi tornado popular como cão de companhia no final do século XIX pela rainha Vitória. O Yorkie é um cão de personalidade forte, muito apegado aos donos e com necessidade de atenção. É um cão inteligente que se adapta perfeitamente à vida de cidade, mas que precisa de ser vigiado no contacto inicial com crianças, por não ser o animal mais paciente.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.