Capacidades de comunicação: como melhorar as principais

As capacidades de comunicação desempenham um papel fundamental na vida pessoal e profissional. Veja aqui como as consegue aprimorar.

Capacidades de comunicação: como melhorar as principais
As capacidades de comunicação podem ser melhoradas

Saber comunicar é uma característica importante não só na vida profissional como na vida pessoal.

As capacidades de comunicação são verbais e não verbais, e saber transmitir informação é uma medida de quão boa uma pessoa é a comunicar.

Existem bons comunicadores naturais, mas as capacidades de comunicação também se adquirem. A habilidade de comunicar eficazmente com chefes e colegas (e com quem nos rodeia) é essencial e transversal a qualquer indústria, especialmente na era das redes sociais, onde cada vez mais se está e se comunica.

Veja aqui algumas dicas para melhorar as suas capacidades de comunicação.

As principais capacidades de comunicação e como as trabalhar

1. Comunicar por escrito

Escrever bem é importante para tudo. Uma má expressão por escrito faz com que a troca de ideias e de informação seja menos eficiente e confusa, para além de que quem escrever mal acaba por fazer má figura perante os outros.

Textos mais claros e legíveis são também mais organizados, estruturados, diretos e concisos. Ao escrever bem também vai articular melhor as suas capacidades de falar e pensar, passando a fazê-lo de uma forma mais clara e coerente. Ler muito é uma forma de treinar a escrita.

2. Comunicação não verbal

A comunicação não verbal inclui tom de voz, contacto visual e linguagem corporal, por exemplo. A comunicação não verbal pode transportar mais informação do que um discurso e pode ter um maior impacto na pessoa com quem está a comunicar. Aprenda os sinais não verbais que precisa para se expressar melhor. Isto é sobretudo importante para reuniões presenciais e conferências via Skype, por exemplo. Deve parecer sempre acessível e por isso evite andar de braços cruzados. Mantenha contacto visual para a outra pessoa saber que está a ser ouvida com atenção.

3. Simpatia e respeito

Ser simpático e respeitador pode fazer maravilhas no que diz respeito a melhorar a comunicação. A estratégia é simples: ser generoso e atencioso com toda a gente. Diga sempre “por favor”, “obrigado” e “desculpe”. Interesse-se: pergunte como é que as pessoas estão e não se esqueça de aniversários. Mantenha um sorriso sempre que possível: isto vai ajudar a mostrar que tem uma atitude positiva e vai ajudar a que os seus colegas e chefes confiem mais em si e queiram comunicar consigo. Isto aplica-se à comunicação oral e escrita.

Mais sugestões para melhorar as capacidades de comunicação

Para dominar melhor a língua Portuguesa (ou outra língua), expanda o seu vocabulário ao ler e escrever mais. Procure usar palavras que habitualmente não usa. Quanto melhor se conseguir expressar, mais vai conseguir melhorar as suas capacidades de comunicação. Saber ouvir é tão importante como saber expressar-se.

Então, pratique as suas capacidades como ouvinte. Esteja atento ao que lhe dizem ao esperar que terminem de falar até que comece a partilhar as suas opiniões. Processe bem o que lhe foi dito até responder. Mas saiba esperar pela altura certa para transmitir a sua opinião. Aprenda a entender e agradecer os pontos de vista opostos aos seus ao ter uma mente aberta. Em retorno vai receber compreensão, confiança e cooperação.

Evite comunicar se não estiver num estado emocional estável. Vai perder objetividade e dizer algo impróprio.

Quando se dispõe a melhorar as suas capacidades de comunicação, está a aumentar a possibilidade de ter relacionamentos melhores, mais oportunidades de carreira e aumentar a sua autoestima. Estas capacidades demoram algum tempo até serem adquiridas em pleno, mas com esforço, paciência e prática, qualquer pessoa consegue melhorar as suas capacidades de comunicação.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.