AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

10 Características de um bom profissional

Saiba quais as características que definem um bom profissional e que o podem ajudar a chegar mais longe. 
 

10 Características de um bom profissional
Um bom profissional não se mede apenas pelos resultados que obtém.

Um bom profissional é o que todas as empresas procuram e é também (ou pelo menos deveria ser) o que qualquer profissional ambiciona ser. Mas ser bom profissional não é apenas ter uma boa formação académica, chegar a horas, obter os resultados pretendidos ou ter uma boa reputação. Não, é muito mais do que isso. Os verdadeiramente bons profissionais possuem uma série de características que não só os ajudam a ser todos os dias melhores, mas também a construir carreiras de sucesso.
 

O que tem um bom profissional que os outros não têm?

Desengane-se se pensa que ser bom profissional é tarefa fácil, porque não é. Requer muito trabalho e esforço contínuos, empenho e dedicação.

E não pense também que o bom profissional já nasce ensinado e com todas as ferramentas – entenda-se características – “programadas”. Também não é bem assim. Muitas das qualidades típicas de um bom profissional são adquiridas e desenvolvidas ao longo do seu percurso/carreiras.

Mas uma coisa é certa, essas características – as que lhe vamos apresentar já de seguida – são fundamentais para alcançar o sucesso.
 

1. Ambição

A ambição é a “roda” que move um bom profissional. É graças a uma boa dose de ambição que os bons profissionais se esforçam para melhorarem gradualmente. É ela que os motiva a lutar para alcançar os seus objetivos e – quando os alcançam – é também a ambição que os faz querer sempre ir mais longe.

 

2. Eficiente

Ou seja, faz o seu trabalho e fá-lo bem. Cumpre os prazos e trabalha em prol do bom desempenho da equipa/empresa.

 

3. Dinâmico e proactivo

Um bom profissional não é aquele que fica sempre à espera que lhe digam o que é preciso fazer e como deve ser feito. É alguém capaz de tomar a iniciativa e encontrar respostas para os problemas da empresa.

 

4. Humildade

Esta é outra das características essenciais num bom profissional. Falamos de alguém, que por muito bom que seja, tem capacidade para reconhecer que não sabe tudo e que “não é dono da verdade”. É alguém que sabe ouvir o que os outros tem a dizer, aceita sugestões e opiniões e outras pessoas e é capaz de trabalhar em equipa.

 

5. Honestidade e ética profissional

É certo que o mundo laboral é uma “selva”, mas isso não significa que não possa ou não deva “jogar limpo”. Muito pelo contrário, a honestidade e a ética são duas das qualidades essenciais de um bom profissional.

 

6. Paixão

Um profissional apaixonado pelo seu trabalho é um profissional motivado e, consequentemente, empenhado, focado e capaz de ultrapassar eventuais obstáculos. Mas atenção, ainda que possa gostar muito do que faz, lembre-se que é importante manter um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

 

7. Educação

Não espere ser bem-sucedido se for sempre mal-educado, rude ou arrogante para as pessoas que o rodeiam. Um bom profissional certamente não o fará e terá sempre o cuidado de ser educado com as pessoas com que se relaciona ou contacta. E acredite que essa regra básica da convivência social vai ser preponderante para o sucesso da sua carreira.

 

8. Rigor

Um bom profissional é aquele que tem atenção aos detalhes para garantir que nada falha.

 

9. Responsabilidade

Esta completa a anterior. A responsabilidade é uma qualidade imprescindível para quem quer ser identificado como um bom profissional, já que vai ser determinante para a sua conduta profissional, para evitar falhar compromissos/tarefas.

 

10. Visão

Um bom profissional é também um visionário, no sentido em que está sempre atento a novas oportunidades, desafios ou possíveis soluções, sempre com vista a obter os melhores resultados para a empresa que representa.

 

Seja um!

Ser um bom profissional só depende de si. Se quer ser um deles – um dos bons – só precisa de “treinar” e desenvolver estas características e, claro, estar sempre por dentro das “tendências” da sua área profissional. 


Veja também: