Publicidade:

Este é o carregador de telemóvel do futuro e usa lasers

Já muitos smartphones são carregados via wireless. Mas há um projeto para um carregador que não só não usa fios como usa lasers. É seguro e revolucionário.

Este é o carregador de telemóvel do futuro e usa lasers
Fonte da imagem: Mark Stone/University of Washington

O carregador de telemóvel do futuro dispensa fios (isto não espanta) e utiliza lasers (e é aqui que está a novidade). O carregamento wireless já não é uma tecnologia nova, sendo que algumas marcas já têm equipamentos cuja bateria é carregada sem o recurso a fios. Ainda assim, tem de haver um contacto entre o smartphone e uma superfície de carregamento.

É aqui que surge uma inovação: um carregador de telemóvel que, através de lasers, consegue carregar o dispositivo mesmo que este esteja noutra ponta da divisão.

O futuro dos carregadores passa pelo laser


A ideia parece saída de filmes do James Bond ou da saga Star Wars, nas quais os lasers são usados com bastante frequência. Mas na verdade é uma ideia saída das mentes de engenheiros e investigadores da Universidade de Washington e ainda está em desenvolvimento.

A equipa apresentou, em dezembro de 2017, num artigo científico, um sistema de carregamento sem fios que carrega a bateria do smartphone através de lasers que são invisíveis ao olho humano.

De acordo com o artigo, um raio de laser produzido por um emissor (que será neste caso o carregador) pode dar energia à bateria de um smartphone, mesmo que este esteja numa ponta distante da divisão em relação ao emissor. Potencialmente, este raio consegue carregar o dispositivo tão depressa como um cabo USB tradicional.

Para conseguir concretizar esta ideia, a equipa colocou uma célula de energia fina (fotovoltaica) na parte traseira de um smartphone, que é carregada usando energia transmita pelo laser. O laser encontra o telemóvel na divisão e lança luz colimada para uma célula fotovoltaica, dando-lhe energia.

LaserFonte da imagem: Mark Stone / Universidade de Washington

O raio laser carrega o telemóvel através de uma célula de energia que está localizada na parte de trás do smartphone. Um feixe de laser transmite 2W de energia a uma área de 97 cm2 a uma distância de até 4.3 metros. Mas o emissor pode ser configurado de modo a expandir o raio de alcance até uma área de 100 cm2 a uma distância de até 12 metros.

Este aumento de alcance significa que o emissor pode almejar a uma superfície de carregamento mais larga (como um balcão ou mesa) e fazer com que o gadget seja carregado em qualquer parte dessa superfície.

Inovação laser com segurança

Sistemas que envolvem emissão de raios laser levantam sempre questões de preocupação relacionadas com segurança. E a equipa não descurou a segurança durante o desenvolvimento do seu projeto.

As funcionalidades de segurança deste carregador do futuro consistem na colocação de pequenas tiras de alumínio à volta da célula de energia, cuja função é dissipar o calor gerado no smartphone pelo laser (para garantir que não há um excesso de temperatura) e num mecanismo de ação rápida, baseado num refletor, que desliga de imediato o laser se uma pessoa se cruzar com o trajeto do raio de luz.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.