7 passos para descobrir se vai comprar um carro acidentado

Antes de comprar, verifique bem o automóvel no exterior, no interior e por baixo e descubra se é um carro acidentado.

7 passos para descobrir se vai comprar um carro acidentado
Saiba o que pode denunciar um carro que já teve um sinistro

Se está a pensar comprar um automóvel seminovo ou usado, verifique se é um carro acidentado e poupe algumas despesas imprevistas. Já diz o ditado que “nem sempre o que parece é”. Portanto, lembre-se que nem sempre um carro com pintura impecável será uma ótima aquisição.

A forma mais apropriada de saber se um carro sofreu um acidente é levá-lo a fazer uma revisão a um mecânico. Se conhecer algum profissional da sua confiança, peça-lhe que vá consigo dar uma vista de olhos ao carro que está a pensar comprar.

Mas antes de tudo, deve começar por questionar o atual dono sobre possíveis acidentes. Depois existem alguns itens que podem e devem ser verificados antes de comprar um carro seminovo. Se estiver atento, alguns desses itens podem denunciar o vendedor caso o carro tenha estado envolvido em algum tipo de acidente. Aprenda a descobrir se o carro já teve algum acidente e evite muitas dores de cabeça no futuro.

Como descobrir um carro acidentado em 10 passos

1. Documentação

Comece pelo chassi. Se o automóvel tiver sofrido uma grande colisão e tenha sido necessário efetuar grandes reparações é possível que o chassi tenha sito remarcado. Pode também questionar a seguradora sobre essa viatura e caso ele já tenha estado envolvido em algum sinistro, a seguradora poderá confirmar.

2. Pintura e massa plástica

Faça uma minuciosa avaliação à pintura do carro, se possível em pleno dia e na rua, ou num local iluminado. Se é um carro acidentado ou alguma parte desse veículo foi pintado vai ver que se notam diferenças de tonalidades de cores. Aconselhamos a procurar em pontos estratégicos, como nas portas e perto dos pára-choques.

Se por alguma razão suspeitar que a pintura foi alterada, experimente a dar pequenas pancadas na zona. Se ao bater o som for diferente das outras partes do carro isso pode significar que foi utilizada uma espécie de massa plástica para corrigir a amolgadela. Neste caso, estamos perante um carro acidentado.

3. Portas empenadas e pequenos danos

Para saber se é um carro acidentado observe se as portas estão todas alinhadas. Verifique se o capot,  portas laterais e bagageira abrem e fecham em condições ou se apresentam alguma rachas, amolgadelas e/ou riscos. Já agora, passe a mão pela carroçaria e observe se existem pequenas ondulações.

4. Ferrugem nas soldagens

Mesmo com o tempo, as soldagens das fabricantes dificilmente enferrujam. Portanto, caso o veículo tenha sofrido uma colisão frontal e tenha sido necessário soldar o painel, a ferrugem na parte soldada pode denunciar que é um carro acidentado. Analise sempre as diferenças nas juntas e observe se foram refeitas. Além disso, deve prestar atenção aos parafusos que há no interior do veículo. Se por alguma razão estes foram mudados vai haver marcas das ferramentas.

5. Confira a zona do pneu sobresselente

Se o carro tiver tido um acidente que afetou a parte traseira, a zona do pneu de reserva pode não estar perfeita. Normalmente apresenta um formato mais ou menos oval. Portanto, não se esqueça: abra a bagageira e retire o tapete para conferir se a zona do pneu sobresselente está em perfeitas condições.

E já que está a ver o local do pneu, também não é demais se der uma espreitadela debaixo do carro. Até pode não  perceber de mecânica, mas se reparar em algum resto de pintura, isso pode significar que houve uma reparação por baixo do carro.

6. Faróis e lanternas

Convém reparar se a óticas dos faróis estão todas iguais. Por vezes, quando se trata de um carro acidentado, os donos costumam trocar apenas o farol ou ótica que foi danificado. Verifique se existem rachas ou algumas espécie de danos provocados por gravilha nos faróis e, claro, se as luzes estão a funcionar e se encontram alinhadas.

7. Vidros das janelas e do pára-brisas

Se é um carro acidentado o mais provável é já ter partido algum vidro. Para descobrir se já foi mudado algum vidro basta conferir a marca de todos os vidros do carro. É que os fabricantes de automóveis costumam colocar a mesma marca de vidro em todo o veículo. Portanto, se alguma das janelas ou pára-brisas tiver uma marca diferente já sabe que esse vidro foi mudado por alguma razão.

Veja também: