Um carro que também é movido a energia solar? À venda em Portugal? Sim, existe

Com o novo Prius Plug-in, da Toyota, pode fazer mais de 50 quilómetros em modo elétrico. Isto, sem contar com a energia do teto solar que lhe garante até 5 quilómetros diários gratuitos.

Um carro que também é movido a energia solar? À venda em Portugal? Sim, existe
Sabe o que é ter autonomia total? Conheça o novo Prius Plug-in

Atualmente, os principais desafios do mercado automóvel prendem-se sobretudo com as questões da autonomia e da eficiência dos consumos, sobretudo no segmento dos veículos elétricos.

Porém, os híbridos parecem ter superado há muito esses desafios, apesar de nenhum modelo o ter feito de forma tão esclarecida como a última geração do Toyota Prius Plug-in.

Sempre à frente do seu tempo, a marca nipónica apresenta o novo modelo híbrido elétrico, que se recarrega sozinho, faz mais de 50 quilómetros em modo totalmente elétrico (o valor homologado é de 63 quilómetros) e apresenta um consumo combinado de 1 litro por cada 100 quilómetros. Isto sem contar com a energia do tejadilho solar que lhe garante até 5 quilómetros diários totalmente gratuitos. Duvida?

Prius Plug-in: maior autonomia e eficiência de consumos

um-carro-que-tambem-e-movido-a-energia-solar

O novo Prius Plug-in, da Toyota permite-lhe ter em mãos dois carros num só. Isto porque o novo modelo possui uma ainda mais sofisticada motorização full hybrid e uma experiência de condução real de veículo 100% elétrico.

Ou seja, o novo modelo da Toyota foi desenhado para quem quer conduzir um veículo eficiente, autónomo, que ofereça um excelente desempenho de condução, que tenha um design único e que esteja equipado com a tecnologia mais sofisticada.

Tanto é assim que a marca nipónica não deixou nada ao acaso. O desempenho do novo Prius Plug-in estabelece novos standards a nível de eficiência automóvel, especialmente focada na maior autonomia do veículo, pois apresenta as seguintes novidades:

  • Sistema de duplo motor elétrico para melhor aceleração e velocidade máxima em modo elétrico até 135 km/h;
  • Ar condicionado com bomba de calor de injeção de gás, único no mundo, para maior eficiência e poupança de energia;
  • Aquecimento da bateria híbrida, para melhor performance, mesmo em baixa temperatura ambiente;
  • Carregamento mais rápido da bateria e maior potência de carregamento;
  • Consumo combinado de 1 litro por cada 100 quilómetros;
  • Três Modos de condução – Normal, Eco, Power – e quatro Modos de Propulsão;
  • Nova plataforma TNGA, para melhor posição de condução e performance dinâmica;
  • Novo design, mais aerodinâmico, desportivo e sofisticado;
  • Gadgets de luxo;
  • Benefícios fiscais que lhe garantem uma poupança de aproximadamente 10 mil euros.

Contudo, o Prius Plug-in possui ainda uma outra característica que torna este carro verdadeiramente especial: o tejadilho solar que serve para recarregar a bateria e que garante até 5 quilómetros por dia de autonomia elétrica gratuita.

O carro movido a energia solar

um-carro-que-tambem-e-movido-a-energia-solar

Cada aspeto da tecnologia avançada a bordo do novo Prius Plug-in foi projetado para melhorar a eficiência da motorização PHV (Plug-in Hybrid Vehicle) deste modelo e para promover um estilo de vida ambientalmente consciente.

O tejadilho do novo Toyota foi pensado para incorporar um grande painel solar que gera eletricidade para carregar a bateria do sistema híbrido, tornando o veículo autocarregável.

Quando o veículo está estacionado, o tejadilho solar carrega uma bateria solar intermédia que, uma vez totalmente carregada, fornece uma carga de bombagem à bateria híbrida principal. Durante a condução, o sistema solar carrega a bateria auxiliar de 12 volts, compensando as necessidades de energia de sistemas auxiliares e reduzindo assim o consumo de energia da bateria híbrida principal, o que, potencialmente, pode contribuir para um aumento de 2 a 3% na eficiência do sistema híbrido.

Dependendo das condições climatéricas, o carregamento solar pode aumentar a autonomia de condução 100% elétrica do novo Prius Plug-in até 5 quilómetros por dia, equivalente a cerca de 1000 quilómetros de condução totalmente elétrica por ano.

Na gama de modos de locomoção disponíveis – Modo HV (híbrido), Modo EV (elétrico), EV City (elétrico em cidade) – foi também incluído um Modo de Carga de Bateria que utiliza o motor a gasolina para gerar eletricidade e carregar a bateria quando o veículo está a trabalhar em modo híbrido.

Porquê escolher um híbrido que também é um elétrico?

um-carro-que-tambem-e-movido-a-energia-solar

Porque é um veículo ecológico, permite poupar muito dinheiro em termos de consumo e garante viagens de curta, média e longa distância sem preocupações em termos de carregamentos. Não serão estes, nos dias que correm, argumentos de peso para adquirir o novo modelo da Toyota? O Prius Plug-in não só combina o melhor da tecnologia de um motor a gasolina com um motor elétrico, mas também oferece uma experiência de condução elétrica melhorada, sobretudo no que diz respeito à potência e aceleração do veículo.

Contudo, por ser considerado um veículo “verde”, há um conjunto de benefícios fiscais associados à sua compra que não devem ser desprezados. O novo Prius garante-lhe um conjunto de vantagens fiscais que o vão ajudar a poupar largas centenas de euros.

No âmbito da Reforma da Fiscalidade Verde, até as empresas têm tudo a ganhar ao adquirir o Prius Plug-in, nomeadamente:

  • 75% de desconto no Imposto Sobre Veículos;
  • 100% de dedutibilidade do IVA;
  • 100% das depreciações da viatura aceites como gasto fiscal em sede de IRC;
  • Taxa de tributação autónoma reduzida;
  • Incentivo do Estado no valor de 562,50€ para deduzir no ISV.

Feitas as contas, e tendo em consideração que a versão Luxury ronda os €41. 200 (com oferta de estofos em pele natural para clientes particulares), o novo Prius custar-lhe-á apenas €29.990, um valor extremamente simpático dada a excelência do veículo. Dirija-se a um concessionário Toyota perto de si, marque um test-drive e faça uma simulação de quanto pode poupar com o Prius Plug-in.