Carros a GPL: Comece já a poupar!

Com o preço do gasóleo e da gasolina sempre a subir, estando inclusive em máximos históricos, há que procurar alternativas para poupar. A alternativa é o GPL (Gás de Petróleo Liquefeito), mas muitos são os mitos em redor deste combustível. Ora não é seguro, ora gasta mais, ora é prejudicial para o motor. Acabe com as dúvidas e fique a saber as vantagens e desvantagens deste combustível e o quanto se pode revelar compensador em tempos de crise.

Carros a GPL: Comece já a poupar!
O GPL vale a pena?

Numa altura em que o assunto que está na ordem do dia é o preço dos combustíveis, com o gasóleo e a gasolina a subirem a um ritmo constante, há que procurar soluções para poupar nos combustíveis e sobrarem mais uns euros ao fim do mês, que permita ter um orçamento familiar mais folgado.

 

Muitas pessoas têm opiniões erradas acerca do GPL, por falta de conhecimento, portanto, vamos desmistificar tudo o que está em redor deste tema.

 

Mitos sobre o GPL

Uma opinião geral é que um carro a gás gasta mais. Tal não é completamente mentira, até porque em relação a um carro a gasolina, um carro a gás gasta mais 20%, mas se pensarmos que o preço do gás está na ordem dos 0,745€, ou seja metade do preço da gasolina 95, um veículo a GPL mesmo com este consumo adicional, acaba por ser mais económico que um veículo a gasolina. Em relação ao gasóleo, a poupança já não é assim tão significativa porque um carro a gasóleo tem um consumo baixo e o preço também é mais baixo que o da gasolina.

 

A ideia que um carro a gás prejudica o motor também é falsa. Dos 3 combustíveis aqui falados, o GPL é o menos poluente, portanto, o mais amigo do ambiente e uma vez que emite menos agentes de poluição, nomeadamente, monóxido de carbono, hidrocarbonetos e partículas de poeira, contém menos componentes nocivos para o motor, contribuindo para a longevidade deste.

 

Quanto à segurança, podemos dizer que é tão ou mais seguro que os carros a gasóleo e gasolina, já que os reservatórios de GPL apresentam muito menor risco de explosão.

 

Apesar de haver ainda muitas pessoas renitentes a aderir a este combustível, essa realidade tem vindo a mudar e as pessoas procuram cada vez mais o que é mais económico. O comportamento seria diferente se em Portugal fossem adoptadas medidas como em alguns países da Europa, que é o caso da Inglaterra, que apresenta uma redução dos custos de circulação, no centro de Londres ou em França, que são concedidos benefícios fiscais, que em alguns casos equivalem ao valor da conversão de um carro a gasolina ou até ultrapassa esse valor; ou outros países que ponderam proibir todos os carros movidos a outro combustível que não GPL.  Em Portugal é obrigatório o uso do dístico com indicação GPL.

 

Em caso de dúvida quanto ao combustível para o seu carro, é fundamental fazer bem as contas e certificar-se de que a sua opção é a mais indicada para o tipo de carro e os quilómetros que percorre com ele.

 
FIQUE ATENTO:
Se quer receber mais notícias gratuitas como esta, basta registar-se no E-Konomista. Toda a informação sobre poupança actualizada ao minuto.

Vantagens e desvantagens do GPL

Vamos deixar o melhor para o fim, por isso apresentamos desde já as desvantagens deste combustível:

  • Poucas marcas comercializam de origem um veículo movido a gás, implicando portanto um investimento adicional de 1500€, em média, sendo só possível em carros a gasolina.
  • Ainda não é utilizado em todos os países, pelo que pode representar um inconveniente para quem queira ir de carro para o estrangeiro. Temos o exemplo bem próximo da Espanha, onde a utilização de GPL é proibida em automóveis ligeiros de passageiros.
  • A instalação do sistema a gás rouba algum espaço ao porta-bagagens, que em muitos carros já é pequeno.
  • Proibição de circular em alguns locais, como parques subterrâneos e alguns túneis, por perigo de explosão, uma vez que, em caso de haver uma fuga, o gás não se dissipa tão facilmente. No entanto, nunca se registou nenhum caso.
  • Poucos postos de abastecimento e mesmo o dispositivo de ligação entre a bomba e o reservatório não ser igual em todos os países, problema que é resolvido com um comutador que permite alternar para gasolina, que todos os carros a GPL têm.
 

Vamos agora ao que interessa e enumerar as vantagens que lhe vão permitir poupar no combustível:

  • Mais económico que o gasóleo e gasolina
  • Investimento elevado mas amortizado em pouco tempo, face à poupança conseguida, sendo um bom investimento a médio prazo.
  • Reservatórios em caso de colisão, mais seguros que o depósito de gasolina ou gasóleo
    Motores mais silenciosos
  • Menos poluente e mais saudável para o motor.

Já que não há nenhum combustível perfeito, uma vez que todos são derivados da refinação do petróleo, fontes de energia não renováveis e poluentes, pelo menos com o GPL, sabe que está a poupar mais o meio-ambiente e a sua carteira.

 

Veja também: