Cartão de cliente – Vale a pena ter?

Hoje em dia quase todas as lojas têm o seu cartão de cliente ou o chamado cartão de fidelidade. São cartões que oferecem descontos, facilidades de pagamento, e representam uma forma eficaz de conhecer os seus clientes. O importante é estar atento às taxas e anuidades e então ponderar se compensa ter cartão de cliente ou não…

Cartão de cliente – Vale a pena ter?

O cartão de cliente ou de fidelidade é um dos métodos mais utilizados pelas empresas para conhecer os seus clientes, nomeadamente, os dados do cliente, os seus hábitos de compra, o orçamento disponibilizado para as compras, a frequência de compra, entre outros dados relevantes.

 

Só conhecendo bem o cliente, é possível para as empresas destacarem-se de outras com vantagens que os clientes de facto, valorizem. Alguns exemplos de empresas que adoptam este método e que é notório o seu sucesso são a Fnac, o Continente, o IKEA, o El Corte Inglés, entre outros.

 

Conhecendo os hábitos de consumo do cliente, é possível oferecer vantagens na compra de produtos que o cliente normalmente procura, o que acaba por ter uma carga emocional importante para o cliente. É o caso do Continente que envia aos seus clientes cupões de desconto em produtos que normalmente o cliente compra, já que essa informação consta no seu cartão de cliente.

 

Esses cartões podem ser vantajosos, já que alguns devolvem uma parte do montante gasto, tem descontos em combustível, ou descontos na própria loja, concede facilidade de pagamento, até sem juros, por vezes, além de serem um meio de pagamento.

 

No entanto, é preciso informar-se bem das condições do cartão a que está a aderir para evitar surpresas desagradáveis. Normalmente, as taxas de juro são bastante elevadas, bem acima dos 20%, o que é muito penalizador para um cartão de crédito. Também as anuidades em algumas lojas são gratuitas, já noutras podem chegar até aos 50€.

 

É importante, avaliar bem se é um cliente assíduo dessa loja, dessa marca ou das lojas desse grupo. Pense no valor que costuma gastar e faça contas reais para perceber se de facto o cartão compensa. Em algumas lojas existe a possibilidade de evitar a cobrança de anuidades e das taxas de juro. Seja fazendo pelo menos uma compra por ano ou pagando em 3 meses, informe-se sobre essas condições para que possa tirar o máximo partido dos cartões de fidelidade.