Dicas para casar no inverno

Casar no inverno pode ser mais divertido, glamoroso e barato do que noutra época do ano. Não perca estas dicas.

Dicas para casar no inverno
As dicas, as vantagens e desvantagens.

Casar no inverno é cada vez mais comum e não é só por uma questão de custos. Hoje em dia, um casamento no inverno pode ser tão espetacular quanto numa estação mais quente, tal é oferta existente. Felizmente, nos últimos anos, o mercado mudou, inovou e está focado em oferecer um variado leque de opções aos noivos. 

Antigamente, casar no inverno estava colado ao fracasso: convidados a tiritar, espaços escuros e sem graça, toda a gente vestida com cores aborrecidas e uma apatia geral. Agora, tudo mudou! Por isso, se começou a namorar em novembro e quer casar nessa data, siga porque vai arrasar!
 

Casar no inverno é mesmo mais barato?

Se optar por casar no inverno, saiba que por não se tratar da época alta para casamentos, os preços são bastante diferentes, não só nas quintas como na maioria dos serviços, como fotógrafos, maquilhagem e até a lua de mel. Contas feitas, poupa e muito. Não acredita? Peça orçamentos, pegue na calculadora e confirme.

 

Vantagens de desvantagens de casar no inverno

1. Se tem o azar de casar num dia muito frio ou chuvoso, a festa vai ficar confinada ao espaço interior. É importante prever esta hipótese e escolher um local espaçoso que permite a circulação das pessoas, com várias áreas de estar e espaço suficiente para dançar.

2. Se não coordenar esta questão com o fotografo, as fotografias e o filme, que são a única memória que vai guardar deste dia, ficam seriamente em risco. Sem possibilidade de fotografar no exterior ou num dia com fraca luz, é importante ter um espaço interior, com a iluminação adequada, onde o possa fazer.

3. Tanto os noivos, quanto os convidados, vão ter que acrescentar algumas camadas de roupa para assegurar que ficam confortáveis e ninguém acaba a noite nas urgências com uma gripe ou pneumonia. Ninguém gosta de andar cheio de roupa e é mais um investimento.

4. Por outro lado, o inverno grita conforto e aconchego. É tempo de comidas fartas, vinhos encorpados, sobremesas gulosas e tudo o que há de bom nesta vida com um extra: sem se preocupar com o linha do biquini.

5. Já referimos acima que casar no inverno é muito mais barato. Da quinta às lembranças, do fotografo à lua de mel, das flores ao animador, é tudo euros que ficam em sua casa. Vá por nós e faça as contas.

6. No inverno, aquela quinta que este ano está a bombar não tem lista de espera e já não precisa de esperar dois anos para casar no lugar dos seus sonhos. Pela falta de trabalho as pessoas estão mais disponíveis e, em dois meses, tem o casamento organizado.

 

5 Dicas para um casamento de inverno 

 

1. A luz

Os dias ficam mais curtos e a luz desaparece cedo, por isso, não marque o casamento para muito tarde e confirme que tem luz natural e artificial suficiente para assegurar boas fotografias e filmagens. É importante escolher bons profissionais e articular com ambos a melhor forma de conseguir boa luz e assegurar que têm condições para fazer um bom trabalho.

 

2. O frio

Não há nada que possa fazer quanto à meteorologia, porém, assegurar uma temperatura interior confortável é da sua responsabilidade. Não vai querer os convidados encolhidos e a tiritar de frio. Confirme se o espaço escolhido tem ar condicionado, aquecimento, lareira ou outro sistema para manter o ambiente agradável.

Providencie, tanto na cerimónia como na festa, agasalhos, mantas quentes, velas e até umas pantufas e botijas de água quente (pode ficar muito giro!) para garantir que ninguém passa frio. É importante exigir que os espaços sejam aquecidos antes da chegada dos convidados.

 

3. A chuva

Muitas vezes, é nos casamentos na primavera ou no verão que caem os maiores dilúvios mas, ao escolher casar no inverno, as probabilidades são ainda maiores. É preciso pensar em todos os cenários e ter vários guarda-chuvas preparados para o pior - prefira lisos e todos da mesma cor porque, acontecendo o pior, sempre salva as fotografias. Galochas coloridas também pode ficar muito giro!

 

4.  Algo quente

Se vai casar mesmo no pico do inverno, num ano com temperaturas mais rigorosas, é boa ideia e os seus convidados vão agradecer, se servir à chegada ao local da festa um chocolate quente, um chá,  umas castanhas assadas ou vinho quente com especiarias para aquecer o corpo, a alma e puxar a boa disposição.

 

5.  O local

Pode ter a sorte de o São Pedro estar do seu lado e acaba a casar num dia de inverno pouco rigoroso, no entanto, o inverso pode muito bem acontecer. Pense nos seus convidados e procure um local para a cerimónia e para a festa que seja perto para todos, evitando que tenham que fazer grandes deslocações com mau tempo. Reserve alojamento para os restantes.

 

6.  A roupa

Cores alegres, como rosa, vermelho ou amarelo, românticas, como tons pastel, ou glamorosas, como dourado, preto, prateado e vermelho, podem e devem ser mantidas! Se quer evitar que os convidados assumam o castanho como a cor do seu casamento, faça um casamento temático assente numa paleta de cores.

Avise os convidados que os locais vão ter aquecimento para possam escolher roupas mais vestidas e leves, resguardando-se do frio apenas no exterior com um casaco mais quente.


Veja também: