Casas em leilão – Licite e arremate!

Neste artigo vamos deixar alguns conselhos para o caso de estar a pensar comprar uma casa em leilão. São passos importantes a não esquecer se quer fazer um bom negócio!

Casas em leilão – Licite e arremate!

As casas em leilão estão à venda a um preço bem mais baixo que o praticado no mercado, pois por norma são imóveis que foram penhorados pelos bancos, por falta de pagamento dos seus proprietários.

 

De forma a filtrar as possibilidades e ter em mente um objectivo bem definido, faça o seu trabalho de casa. Primeiro, é importante ponderar sobre as características base da casa que procura, ou seja, qual é o tipo de imóvel que pretende – moradia/apartamento, com quantos quartos, a zona, o ano, a base de licitação e qual o valor que está disposto a pagar.

 

Não se fique apenas pela visualização do imóvel através da internet, mas antes apalpe terreno, visite o imóvel. Assim fica com uma verdadeira noção da zona envolvente da casa, se eventualmente a casa precisa de obras, o comportamento da vizinhança, o comércio existente. Informe-se sobre os preços de casas com características semelhantes à que está a visitar e na mesma zona geográfica, para poder fazer comparações e perceber se de facto será um bom negócio.

 

Apesar de parecer um conselho desnecessário, o certo é que já aconteceu pessoas participarem num leilão, arrematarem um imóvel e depois perceberem que afinal o financiamento não estava garantido, o que é uma situação bastante desconfortável. Portanto, antes do leilão reúna propostas de vários bancos e saiba se reúne todos os requisitos para ter acesso ao financiamento bancário. O valor que deve tomar em consideração não é só o valor da casa mas também, despesas processuais como, o sinal, obras, registos e escritura.

 

Todos temos direito a mudar de ideias, e pode acontecer depois de arrematar o imóvel, desistir da compra. Antes de estar perante este cenário, deve é tomar consciência dessa possibilidade e estar munido do montante necessário para pagar o incumprimento. Depois do leilão, que pode ser presencial ou online, no caso de desistir da compra prepare-se para perder os valores da caução e do sinal, que não são tão pequenos como isso. No mínimo, pode perder 3.500€.

 

Auto-controlo é fundamental, já que tendo em conta o clima de emoção naturalmente associados aos leilões, as pessoas tendem a esquecer o preço das casas, portanto, o ideal será definir logo de inicio limites, e interiorizar qual o valor máximo pelo qual está disposto a licitar. Não se esqueça que se a sua proposta for a mais alta, fica obrigado a comprar o imóvel.  

 

Leia também:

Retomas de bancos em leilão. Onde e como?